Um caso de assassinato chamou a atenção dos moradores de São José dos Pinhais, em Curitiba. No dia 15 de junho, um encontro teria acabado em tragédia segundo informações divulgadas pela polícia.

O principal suspeito de ter cometido o ato é Romeu Franscisco dos Santos, de 32 anos. Ele foi preso no dia 4 de julho, acusado de ser o autor do crime. A prisão aconteceu no bairro Afonso Pena.

A vítima foi identificada como Sibele Aparecida Stariu, de 33 anos. As investigações apontam que o assassinato ocorreu próximo ao Rio Miringuava e o motivo chamou a atenção de todos.

Segundo os relatos da polícia, a moça teria ido com uns amigos a uma festa.

Publicidade
Publicidade

Logo cedo, por volta das 6h da manhã, Sibele foi deixada na porta de casa por um amigo.

Mas, ela não entrou na residência. Algumas câmeras de segurança da região mostram que a moça decidiu fazer uma caminhada pelo local, carregando seus sapatos nas mãos.

Em determinado momento, Sibele é então abordada por um veículo e começou a conversar com o motorista. Depois de algum tempo, ela entra no carro e parte com o condutor.

Investigações apontam local para onde Sibele foi levada

Ainda segundo as informações da polícia, o #Casal teria ido para o bairro Boqueirão, onde teriam estacionado para tentar ter relações sexuais. Romeu teria relatado a polícia que devido, ao excesso de drogas, ele não conseguiu ter uma ereção.

Ainda segundo informações dadas pelo acusado, Sibele teria começado a rir da situação, o que o deixou enfurecido.

Publicidade

Nesse momento, o homem enforcou a parceira.

Em seguida, o assassino se dirigiu a um posto de gasolina, comprou etanol e seguiu com o corpo da vítima para o bairro da Colônia, onde teria descartado o corpo em um matagal.

A família da mulher fez o reconhecimento do corpo em 15 de junho, alegando ser mesmo Sibele. Romeu possui diversas passagens pela polícia. Dentre as acusações, está receptação, adulteração de veículo e uso de drogas. Atualmente, o homem estaria trabalhando para empresa Uber como motorista.

Já a vítima trabalhava como manicure e deixou duas filhas jovens, 8 e 14 anos respectivamente. Sibele morava com os pais idosos em sua casa. Seu pai foi assassinado há menos de 1 ano e o crime ainda não foi esclarecido.

O corpo da jovem foi encontrado queimado até a cintura no local em que foi descartado, o que poderia explicar a aquisição do etanol feita em seguida ao estrangulamento. Romeu confessou o crime, mas a polícia ainda o investiga para entender se o motivo foi realmente o deboche por conta da ereção. #sexo #Morte