Publicidade
Publicidade

Uma notícia estarrecedora chocou os moradores da cidade de Rio Branco, capital do Acre, nesta sexta-feira (28). Os pais da estudante Bruna Andressa Borges, de 19 anos, que cometeu #Suicídio e o transmitiu, ao vivo, pelo Instagram na quarta-feira (26), foram encontrados mortos, na residência do casal, na tarde desta sexta-feira.

De acordo com o portal de notícias Acre 24 Horas, os pais da jovem estudante que se matou durante uma live na internet foram encontrado mortos. Segundo as primeiras informações da Polícia Militar, [VIDEO] o casal também teria cometido suicídio.

‘Já viram alguém morrer?’

Bruna cometeu suicídio, na tarde de quarta-feira (26), em sua casa na Vila Militar, localizada na Rua Dom Bosco, no bairro Bosque, em Rio Branco.

Publicidade

A jovem era estudante da Ufac (Universidade Federal do Acre). Ela cursava o 3º período de ciências sociais e chegou a postar um desabafo em seu perfil no Facebook, onde se dizia cansada de lidar com pessoas falsas e que se encontrava muito ‘’machucada’’.

De acordo com o que a estudante escreveu, ela não encontrava mais motivos para continuar viva e que, por isso, iria tirar sua própria vida. Pouco antes de cometer suicídio, Bruna postou a seguinte pergunta no Facebook: ‘’Já viram alguém morrer?’’

Pais de Bruna também se enforcaram

Na tarde desta sexta-feira, os pais de Bruna foram encontrados na mesma casa onde ela se matou e, infelizmente, eles também optaram pelo suicídio. De acordo com as primeiras informações colhidas no local, o subtenente do Exército Marcio Brito, pai de Bruna, e Claudineia Borges, mãe da estudante, foram encontrados mortos, enforcados na garagem da residência.

Publicidade

As polícias Militar e Civil, assim como o Corpo de Bombeiros foram acionados e estão no local, aguardando a perícia, para a retirada dos corpos. O carro do IML (Instituto Médico Legal) de Rio Branco já está no local.

Perplexidade

Dezenas de pessoas, entre elas, vizinhos, amigos e parentes da #Família, estão em frente a residência onde em pouco mais de 72 horas três pessoas cometeram suicídio.

Bruna era filha única. Tudo leva a crer que os pais não suportaram a dor de perder a jovem de uma maneira tão precoce e trágica. Infelizmente, eles optaram por tirar as próprias vida. Uma família dizimada pela dor e desespero.

Até o fechamento deste artigo, os corpos ainda permaneciam na residência onde foram encontrados. As investigações sobre as mortes terão continuidade. Ainda não há informações sobre o velório e enterro do casal. #Casos de polícia