O pastor Euclides Vieira, da #Igreja do Evangelho Quadrangular de Itapetininga, interior de São Paulo, deu entrevista e afirmou que #Suzane Von Richthofen já está recuperada e pronta para seguir os passos de uma missionária evangélica. Segundo informações, o religioso vem mantendo contato com Suzane – que matou planejou o assassinato dos pais – há um bom tempo.

O pastor destaca que, além do bom comportamento de Richthofen, há outra questão que o deixa certo de que ela será uma boa missionária: o olhar. O religioso explica que o olhar de Suzane transmite segurança e sinceridade.

“Ela fala olhando nos olhos, se emociona quando ouve sobre o evangelho.

Publicidade
Publicidade

Ela me passou confiança de uma recuperação”, contou o pastor. Euclides disse também à reportagem do portal UOL que o atual noivo de Suzane, o também religioso Rogério Olberg, procurou-o para pedir conselhos sobre o possível relacionamento amoroso entre os dois. O religioso disse que ele queria uma opinião de alguém que confiava muito, pois, de acordo com as informações, os dois já estavam muito apaixonados.

Richthofen foi condenada a 39 anos de cadeia por ser personagem chave na morte dos pais. No entanto, há uma possibilidade de que ela possa sair da cadeia ainda nesse ano de 2017, no mês de dezembro. Para Euclides, isso seria interessante para ela e para a Igreja, pois, de acordo com ele, a moça estaria se dedicando ainda mais na Palavra.

Suzane von Richthofen pode virar obreira

Para se tornar uma obreira credenciada, Suzane deverá passar por um curso no Instituto Teológico Quadrangular.

Publicidade

Depois disso, a moça deverá passar por algumas avaliações de pessoas especialistas, além de dar uma série de entrevistas. Após cumpridas essas etapas, de acordo com o pastor, Suzane será levada para uma convenção em que um pastor deverá indicá-la para ser missionária credenciada. Cumpridas todas essas etapas, Suzane estaria apta para ser parte integrante de uma igreja fixa.

Esse processo leva algum tempo - de dois há três anos. Euclides, no final da entrevista, conta que tem recebido muitas críticas de muitas pessoas. Apesar disso, o pastor não pode negar ajuda a pessoas que se arrependeram de algo errado que fizeram. Ele explica que existem casos muito piores e, mesmo assim, a Igreja acolhe. O caso de Suzane, segundo o religioso, está reverberando porque ela é famosa. #evangelicos