Um homem identificado como Romeu Francisco dos Santos [VIDEO], de 32 anos, foi preso suspeito de assassinato, no dia 4 passado, na cidade de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba (PR). O homem é acusado de matar uma mulher, identificada como Sibele Aparecida Staroi, 33 anos, cabeleireira. Segundo boletim de ocorrência da Polícia Militar do Paraná, o crime ocorreu no dia 15 de junho nas proximidades do Rio Miringuava.

A família de Sibele a reconheceu no dia seguinte ao crime. Segundo informações, a garota havia ido se divertir em uma boate com amigos, no dia 14. Depois disso, um amigo teria levado Sibele embora por voltas das 6h da manhã.

Publicidade
Publicidade

O rapaz a deixou na porta de casa, mas Sibele não entrou e ficou a vagar pelas ruas com os sapatos em mãos. Imagens das câmeras de monitoramento das proximidades mostram Sibele andando sem rumo, quando um carro se aproxima. Sibele começou a conversar com a pessoa que está no veículo e logo depois entrou no carro, que deixou o local.

Segundo as investigações, Romeu dos Santos andou com Sibele por várias ruas na região e depois decidiram parar em um estacionamento no bairro do Boqueirão. Nesse local, tentaram manter relações.

O acusado afirma que teria feito uso de drogas e não conseguiu ter ereção. Sibele começou a rir do motorista, o que teria deixado irado, enforcando a mulher até a morte. Após o crime, Romeu passou em um posto de combustíveis, comprou etanol para queimar o corpo e o deixou jogado em um matagal.

Publicidade

A Polícia Militar informou que Romeu já tem passagens pela polícia pelos crimes de receptação, adulteração de veículos e uso de drogas. No momento, o homem trabalhava como motorista de um aplicativo de carona remunerada, o Uber. A moça que foi morta deixou duas filhas, uma de 8 e outra de 14 anos.

Romeu está preso. Ele perdeu a liberdade tirada por um motivo chulo, um sarro tirado de uma garota possivelmente alterada. Sibele se foi, deixando graves consequências. Duas filhas que sentirão a falta de sua mãe, que saiu para se divertir e um simples descuido fez com que esta situação terminasse em um assassinato.

A cabeleireira Sibele Aparecida Staroi foi encontrada morta às margens do Rio Miringuava, na Rua Teófilo Negoseki, no início da tarde de 15 de junho. A vítima estava nua da cintura para cima e apresentava parte do corpo carbonizado. Além disso, tinha sinais de estrangulamento no pescoço e uma fratura no pé esquerdo. #Tragédia #Paraná #sexo