O Edifício "Solaris", situado na cidade de Guarujá, litoral de São Paulo, foi o ponto principal que levou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a ser condenado pelo juiz federal Sérgio Moro [VIDEO]. Os moradores estão totalmente descontentes com a situação do prédio e eles relatam um verdadeiro drama e "maldição" no local.

O edifício acabou se tornando um ponto turístico acidental e passou a ser chamado de prédio do #Lula. São vários os problemas relatados pelos moradores como funcionários demitidos; ameaças de ação trabalhista; reformas pendentes e sem prazo de serem feitas; desvalorização dos imóveis; piscina imprópria para ser utilizada e qualquer reparo que tenha que ser feito, as empresas cobram um valor altíssimo, só porque o prédio ficou famoso.

Publicidade
Publicidade

Vítimas

A primeira pessoa que se tornou vítima da "maldição" do #triplex foi o zelador José Afonso Pinheiro. O ex-funcionário foi demitido em abril do ano passado. Ele chegou a abrir um processo contra o edifício pela sua demissão. De acordo com ele, a sua declaração de que Lula e dona Marisa estiveram no prédio foi mal vista pelos responsáveis do condomínio e eles acabaram o mandando embora. José Afonso disse que passa por dificuldades após perder o emprego que era o sustento da família dele.

Outras oito pessoas foram demitidas há uma semana pela administração do prédio. O argumento para isso, é que os serviços iriam ser terceirizados, e por isso ocorreram as demissões. O objetivo seria corte de gastos.

Uma ex-funcionária do "Solaris" afirmou que eles possuem argumentos não muito convencíveis e ameaçam não pagar os direitos dos demitidos.

Publicidade

Outro porteiro que foi mandado embora disse que a crise atual acabou complicando o prédio e disse que não pretende entrar com reclamação trabalhista.

Transtornos

A expectativa dos moradores é que o transtorno acabe logo e que o pesadelo passe. Há muitos curiosos e jornalistas que passam nas imediações e ficam fitando o prédio. Algumas vizinhas do suposto apartamento de Lula confirmaram ser do petista o imóvel.

Segundo alguns moradores, as férias vieram e os apartamentos ficaram vazios devido toda essa mídia em cima do caso de Lula.

Vários turistas posam em frente ao edifício para tirarem fotos e registrar um dos prédios mais famosos do Brasil. O segurança Waldeci Marcelino tirou algumas selfies em frente ao prédio e afirmou que ele estava diante de um escândalo político gigantesco. #Guarujá