Já mostramos aqui neste portal de notícias, diversos casos inusitados, que acabam ganhando destaque na internet e, muitas das vezes, até na mídia televisiva. Desta vez, mais um caso ganhou destaque entre os internautas e em especial entre moradores do município de Teixeira de Freitas, na Bahia.

Um homem, que não teve sua identidade revelada, flagrou, na noite dessa última sexta-feira (23), o exato momento em que um casal de moradores de rua pratica sexo a vista de todos, no Mercado Municipal de #Teixeira de Freitas.

No vídeo, é possível ver o casal praticando o ato, considerado atentado ao pudor. No vídeo também fica claro que o casal, em nenhum momento, parece se incomodar com a presença de populares que transitavam no local.

Publicidade
Publicidade

Populares informaram que dentro do mercado é comum esse tipo de acontecimento. “A prática de relações sexuais nesse local é bem comum, toda semana é possível ver, não só moradores de rua, mas outras pessoas que também praticam o ato. É um total desrespeito, as autoridades devem tomar as devidas providências urgentemente, pois esse local é de grande circulação, principalmente de menores de idade, pois bem próximo existe uma escola pública. Também temos uma igreja católica nas proximidades, as pessoas que praticam isso nem tem respeito com o próximo”, comentou uma testemunha do ocorrido.

No mês de julho deste ano, segundo informações do site Sulbahianews, comerciantes reclamam constantemente do alto número de moradores de rua no Mercado. Segundo os comerciantes, além da prática do sexo, o local é usado também como banheiro, onde esses moradores de rua defecam e urinam na porta dos estabelecimentos.

Publicidade

“As autoridades devem realmente agir rápido contra essa prática dentro do Mercado, pois o mau cheiro tem afetado, muita das vezes perdemos clientes, pois não suportam o odor que fica no local mesmo após horas de lavagem”, comentou um comerciante do Mercado.

O secretário de Assistência Social, Gilberto do Sindicato, afirmou que já é realizado um serviço de atendimento a esses moradores em situação de rua, o Centro POP, porém, estão com dificuldades, pois a verba enviada pelo governo federal tem sido abaixo do necessário para manter o serviço de maneira total.

O secretário informou que o projeto ainda conta com a prestação de serviços para uma pequena quantidade dessas pessoas e que para pelo menos 40 pessoas é feito o fornecimento de materiais de higiene pessoal.

Assista:

#Brasil #Bahia