Há muito tempo as pessoas têm ignorado a escravidão, ninguém se manifesta até uma notícia sobre o assunto aparecer.

Há vários anos as pessoas lutam por condições de #Trabalho melhores, melhor salário e igualdade social.

Mas parece que essa luta está só no começo, principalmente para os imigrantes. Foi descoberto, num condomínio de luxo na maior e mais rica capital do Brasil, mulheres filipinas, trabalhando em condições desumanas, praticamente uma escravidão.

Uma "escrava filipina" deu uma entrevista ao Repórter Brasil, e contou que trabalhava como babá e empregada doméstica.

A mulher contou que sempre sentia fome e, às vezes, tinha que comer a ração do cachorro, que comia pedaços de carne enquanto ela passava fome.

Publicidade
Publicidade

A filipina disse que muitas vezes perguntava à patroa se poderia pegar apenas um ovo para comer e a resposta era sempre dura e seca: um "não".

Segundo os fiscais do Ministério do Trabalho, as três mulheres chegavam a trabalhar 16 horas por dia cada uma.

Uma das mulheres que era mantida em estado de trabalho escravo disse que já chegou a parar no pronto-socorro com tontura e vômito por falta de alimentação adequada.

Nos primeiros seis meses de trabalho, elas chagaram a trabalhar sete dias por semana, sem folga nenhuma. Um dia "normal" começava às 6h da manhã e acabava às 22h.

O Ministério do Trabalho passou o caso para a defensoria pública que, por sua vez, entrou com várias ações individuais contra os patrões abusivos.

Dentre os processos, verbas rescisórias e danos morais.

Os auditores do Ministério do Trabalho ainda estão investigando 130 empregadores, com um total de 180 funcionários filipinos e alguns nepaleses.

Publicidade

Caso constatado que também estejam trabalhando em regime escravo, os "patrões" irão responder judicialmente.

Esses são só alguns dos milhões de casos espalhados pelo Brasil, ainda é muito comum encontrar não só imigrantes sendo escravizados, mas também brasileiros que vivem em estado de miséria são usados para a mão de obra escrava.

O pior é que os próprios brasileiros escravizam seu povo.

Mas o Brasil não é o único que ainda tem a escravidão ativa, muitas brasileiras são vítimas do tráfico humano e forçadas a se prostituir e trabalhar como babás e empregadas domésticas em vários países.

Enquanto todos fecharem os olhos para esse problema, nada será resolvido. A escravidão fez um dia os negros sofrerem e hoje faz pessoas de todas as raças que não têm recurso sofrerem o mesmo ou até mais. #Escrava Mãe #Polícia