Apelidada de '#Bibi de VG' ou Bibi da Várzea Grande, Cleiza de Lima, de 28 anos é conhecida também com a #Bibi da vida real, ao menos para os matogrossenses. O apelido recebido pela criminosa advém da novela 'A Força do Querer', onde a criminosa Bibi (Juliana Paes) é acusada de traficar armas e drogas e ajudar seu marido em crimes bárbaros e cruéis.

Não é diferente com esta Bibi da vida real [VIDEO] (lembrando que não se trata de Fabiana Escobar [VIDEO]que é a inspiração da autora para composição do papel de Bibi), que foi presa em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá (MT), nesta sexta-feira, 24, como relatou o jornal local, VG Notícias.

Publicidade
Publicidade

A mulher foi detida com munições de diversos calibres, inclusive de armas de uso restrito das Forças Armadas, além também de ser acusada de exploração sexual de menores

A polícia civil de Várzea Grande ainda confirmou que ela é bandida de alta periculosidade.

Bibi de VG, ou da vida real, tinha munições de armas de uso restrito em casa

Cleiza de Lima era uma criminosa procurada, perigosa e que agia sempre a mando de seu marido, assim como na história da ficção. O homem que é seu marido, está preso em Cuiabá e tudo que ele comandava de dentro do presídio era executado de fora por Cleiza.

Segundo o portal de notícias de Várzea Grande, os advogados da criminosa ainda não haviam se pronunciado sobre a grande quantidade de munições encontradas em sua residência e nem sobre a acusação de exploração de menores que recai sobre a acusada.

Publicidade

Bibi é de alta periculosidade

Se engana quem vê a cara da 'boa moça'. Na verdade ela é acusada de crimes bárbaros e não hesita se precisar matar. Inclusive ela teria roubado duas lojas na região de VG cujo o fruto dos roubos chegariam a impressionante quantia de R$ 150 mil. Além disto em sua casa foram apreendidos pela polícia 34 projéteis de grosso calibre, inclusive de armamento pesado de uso do exército.

A polícia civil ainda contou algo inusitado sobre a mulher. De posse de um celular, a polícia pediu a nota fiscal o que não foi disponibilizado por 'Bibi de VG'. Então a polícia pediu que a mesma destravasse o aparelho para que fossem identificadas suas chamadas e a mulher tratou de lançá-lo ao chão com força para evitar qualquer tipo de reconhecimento ou de identificação de chamadas ou da origem do aparelho.

Bibi de VG também é acusada de roubos e furtos a residências além também de ser a mentora de crimes bárbaros e municiar outros bandidos perigosos da região.

Bibi real ainda seria cafetina e exploraria adolescentes

Ainda conforme relato da polícia civil de Mato Grosso, ao ser abordada, havia uma garota de programa em sua residência o que confirmou as suspeitas que Bibi também seria a mentora de um negócio que exploraria mulheres adultas e adolescentes na prostituição.

Publicidade

Sobre 'A Força do Querer', atenta aos movimentos da vida real, Gloria Perez já disse que quer que Bibi tenha um final com morte ou prisão, justamente para não incentivar ninguém no crime e passar a sensação final de que 'o crime compensa [VIDEO]'.

Comente. #bibi presa