Infelizmente, a violência também invadiu os ambientes escolares. As instituições de ensino há muito tempo vem sofrendo com o vandalismo e a violência desenfreada dentro e fora de seus portões. As brigas entre adolescentes são cada vez mais frequentes e, geralmente, tais embates são filmados e compartilhados nas redes sociais, tornando-se incentivo para mais violência.

Desta vez, uma briga entre duas garotas de 14 anos, colegas de classe de uma escola pública localizada na Região Metropolitana de Belo Horizonte, terminou com uma das garotas em estado grave.

De acordo com o portal de notícias do jornal 'Hoje em Dia', o caso aconteceu na tarde de quinta-feira (3), na cidade de Santa Luzia, localizada na RM de BH.

Publicidade
Publicidade

As alunas estão matriculadas na Escola Estadual Murgy Hyabraim Sarah, que fica na rua Ludgero José da Silva, 119, no Conjunto Cristina, bairro São Benedito.

Sequela permanente

A briga entre as jovens aconteceu por volta das 12h, em frente a escola. Segundo testemunhas ouvidas pela equipe da Polícia Militar que atendeu a ocorrência [VIDEO], as adolescentes já haviam se estranhado e brigado em outras ocasiões, mas desta vez a situação fugiu do controle, já que uma delas estava armada com um estilete.

Durante a briga, uma das meninas perfurou o olho esquerdo de sua rival com o estilete, a jovem foi socorrida e levada para o Hospital João XXII, em Belo Horizonte, em estado grave. Segundo informações repassadas pela Polícia Civil que também esteve no local, as brigas eram constantes por causa de "fofocas".

Publicidade

Apreensão

A adolescente que feriu e causou uma sequela permanente na outra jovem foi apreendida e levada para a delegacia da cidade, [VIDEO] onde foi ouvida e liberada em seguida, por ser menor de idade. Nos próximos dias, assim que a jovem se recuperar e for liberada do hospital, a Polícia Civil pretende ouvir as duas envolvidas.

Escola

A direção da Escola Estadual Murgy Hyabraim Sarah foi procurada pela reportagem do jornal 'Hoje em Dia', mas não quis se pronunciar sobre o assunto. Contudo, a Secretária Estadual de Educação se pronunciou. De acordo com a nota emitida, a briga aconteceu fora da escola, a briga foi na rua, ou seja, neste caso, isentando qualquer responsabilidade de instituição de ensino.

Ainda de acordo com assessoria da SES/MG, está escola nunca teve nenhum registro de um ato de violência como o que aconteceu nesta quinta-feira.

Até o fechamento desta matéria, não havia informações sobre o estado de saúde da jovem que foi ferida. #investigação #PM