O goleiro Bruno Fernandes ficou conhecido em todo o Brasil por conta do assassinato da modelo Eliza Samudio, sua ex-amante e também mãe de seu filho. Bruno fez muito sucesso no Flamengo e chegou a ser cotado para ser goleiro da Seleção Brasileira.

Recentemente, ele chegou a ser liberado da cadeia para jogar em um novo time de futebol, mas a Justiça - novamente - impediu que ele continuasse sua carreira. Agora, nesta quarta-feira (2), um novo episódio sobre toda essa polêmica aparece e promete dar o que falar.

Justiça permite que Goleiro Bruno deixe cadeia para dar aulas a crianças

O Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG) decidiu que Bruno pode sim deixar o presídio de Varginha.

Publicidade
Publicidade

Ele foi preso novamente no local em abril, após o período em que ficou jogando novamente.

Agora, na nova liberação, que vale apenas para um período do dia, Bruno vai poder dar aulas no Nucap (Núcleo de Capacitação para a Paz). Ele dará aulas de futebol para adolescentes e crianças da instituição. Muitas são claramente fãs dele, mesmo sabendo do seu passado.

Bruno Fernandes vai sair da cadeia. Goleiro dará aulas de futebol para crianças

A decisão foi tomada pela Vara Criminal do município de Varginha, no próprio estado de Minas Gerais. No despacho dado, ficou esclarecido que Fernandes tem comportamento bom e não apresenta qualquer alteração no seu comportamento psicológico.

Goleiro Bruno terá contato com crianças em 'reabilitação para paz'

O Nucap entrou em contato com o portal G1 e explicou como vai funcionar o trabalho de Bruno com as crianças.

Publicidade

A entidade explicou que irá buscar o detento ainda no pátio do presídio e que ele não vai ter qualquer contato com o mundo exterior.

Além disso, o único tipo de contato com pessoas será com as crianças e também com os familiares das mesmas.

Trabalho do goleiro Bruno com crianças gera revolta nas redes sociais

Na redes sociais, muita gente fez críticas sobre o caso. Um dos internautas chegou a dizer que Bruno ia ensinar as crianças a cometerem assassinatos. "Isso é revoltante, como o atleta preso pode agora cuidar de crianças", disse um internauta.

O ex-goleiro do Flamengo Bruno está preso desde o ano de 2010 no presídio, acusado de envolvimento no assassinato de Eliza Samudio. Ele foi condenado em 2013 a 22 anos e 3 meses de prisão, em regime fechado. Fernandes chegou a dizer em uma entrevista que todo mundo merece uma segunda chance. Já a mãe de Eliza não gostou das declarações. #homicídio #Goleiro Bruno #ElizaSamudio