Um assassinato a sangue frio, cometido com golpes de faca, chocou os moradores da cidade de #Jandira, na região metropolitana de São Paulo. O crime chamou a atenção da polícia, pela maneira violenta como aconteceu, já que a vítima teve uma #peixeira encravada em seu ânus, após ser morta.

Segundo informações da polícia, tudo aconteceu na madrugada desta terça-feira (1º), quando unidades do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e da Polícia Militar foram acionadas para atender uma ocorrência de esfaqueamento no bairro Jardim Lindomar, na periferia da cidade.

Ao chegarem ao local, os policiais encontraram a vítima já morta, dentro de sua residência, na rua Felipe Camarão.

Publicidade
Publicidade

O homem, de 50 anos de idade, estava caído, mas, até então, os PMs não tinham conseguido encontrar a arma do crime.

Suspeito tentou fugir e quase foi linchado

Foi então que testemunhas informaram aos policiais que o homem assassinado havia chegado em sua casa algumas horas antes do crime, acompanhada de um rapaz conhecido no bairro como Tuiú. Os dois teriam ido até a residência para beber.

Enquanto os policiais conversavam com as testemunhas, alguns moradores conseguiram avistar o suspeito, que havia fugido da cena do crime e tinha ficado escondido, apenas observando a movimentação do resgate e dos policiais.

Os policiais conseguiram, então, deter o rapaz, que acabou confessando o crime. Segundo o suspeito, a vítima ameaçou matá-lo e ele acabou cometendo o assassinato.

Nesse momento, familiares do homem assassinado acabaram avançando no suspeito e tentaram linchá-lo, mas acabaram sendo contidos pelos policiais.

Publicidade

Peritos localizam arma do crime no ânus da vítima

O suspeito foi, então, encaminhado à delegacia de polícia. No local, os responsáveis pela investigação criminal encaminharam uma equipe de peritos, que fizeram uma varredura na cena do crime.

De acordo com a polícia, a arma do crime, uma peixeira, finalmente foi localizada e estava encravada no ânus da vítima. Também foi constatado que o homem assassinado foi atingido por golpes desferidos com a peixeira na região da cabeça e do pescoço. Os policiais classificaram o incidente como um ato bárbaro e cruel. "Foi um crime de extrema crueldade”, afirmou o cabo Couto, um dos policiais que atuou na ocorrência.

Repercussão nas redes sociais

A repercussão do crime nas redes sociais foi muito forte, especialmente entre os moradores da região metropolitana, que compreende Osasco, Jandira e Barueri. O caso chegou a levantar algumas especulações maldosas.

"Ao que tudo indica um homem de 50 chamar um rapaz para tomar uma em casa é suspeito, e o rapaz se revoltou porque para executar o cidadão desta forma", disse um internauta. "Quanta crueldade, meu Deus", comentou outro.

Independentemente do que tenha provocado a reação do suspeito ao matar, nada justifica tirar a vida de alguém de uma maneira tão cruel. #homicídio