Um homem foi preso esta semana, após furtar peças de carne de um restaurante, na cidade de Jundiaí, no interior de São Paulo. O mais curioso nessa história é que o ladrão invadiu o estabelecimento para se apoderar da carne, mas acabou sendo traído pela câmera de segurança, que filmou seu rosto. As imagens, que foram usadas na investigação, acabaram ajudando a identificar o homem, que era procurado pela polícia.

O crime aconteceu no dia 7 de julho, conforme imagens reveladas pela câmera de segurança do estabelecimento comercial e confirmadas pela Polícia Civil. No entanto, o responsável pelo furto das carnes, avaliadas em R$ 6 mil, só foi preso nesta semana, quando a polícia conseguiu prendê-lo em outro flagrante.

Publicidade
Publicidade

Imagens da câmera mostram furto

O ladrão entrou no estabelecimento juntamente com uma mulher, que o auxiliou a praticar o crime. A primeira coisa que o homem fez foi virar a câmera, para que as imagens não mostrassem a ação da dupla. No entanto, ele acabou sendo traído ao mexer no equipamento, que registrou o seu rosto com nitidez, como pode ser visto na imagem abaixo.

Logo após, virar a câmera de segurança, o ladrão e sua comparsa vão até o caixa e acendem um isqueiro para que conseguissem enxergar melhor os produtos que iriam roubar.

Segundo informações da polícia, foram furtados do estabelecimento peças de carne, utensílios domésticos, uma televisão e cerca de R$ 170, em dinheiro.

Publicidade

De acordo com o proprietário da churrascaria, a carne furtada estava avaliada em R$ 6 mil.

A mulher que ajudou no furto não foi identificada e ainda está sendo procurada pela polícia.

Carne furtada foi usada em churrasco com amigos

Ao ser ouvido nas investigações, o ladrão justificou que havia usado o que furtou do restaurante em um #churrasco. "A gente perguntou a ele o que ele fez com tanta picanha e ele disse que reuniu os amigos e fez um churrasco para todo mundo", contou o delegado que investiga o caso, Orli de Moraes.

Ladrão era procurado pela polícia e estava foragido

O acusado pelo furto foi identificado como Fábio de Souza. O ladrão estava preso pelo crime de roubo, mas havia sido beneficiado por uma saída temporária, mas acabou não retornando para cumprir o restante da pena e, por isso, estava sendo procurado pela Justiça.

Foragido, Fábio estava solto pelas ruas de Jundiaí e acabou praticando outros crimes, segundo informações do próprio delegado que investiga o caso. Um desses crimes foi um furto a uma residência, de onde ele subtraiu objetos e R$ 15 em moedas. #Jundiaí #ladrão rouba carne