É muito comum, infelizmente, crimes de estupro que chocam o Brasil. Tristemente, muitas crianças acabam sendo vítimas desse tipo de horror. Outro dado que acaba sendo comum é que, quem muitas vezes deveria proteger as crianças, na verdade, acaba as maltratando ainda mais, inclusive, ajudando no crime de abuso sexual. Uma mãe, por exemplo, acabou sendo presa, acusada de ajudar no estupro das próprias filhas. Os molestadores seriam um companheiro dela, um primo, além de outros homens não identificados, que iam à residência da mulher para tomar muita cachaça e fazer sexo com as menores.

Mãe é presa por permitir que filhas fossem estupradas incontáveis vezes na Bahia

De acordo com informações do site 'Correio 24 Horas', a mulher em questão é Bernadete Alves de Menezes.

Publicidade
Publicidade

A sua idade não foi identificada, mas já se sabe que ela obrigava as próprias filhas, adolescentes de 12 e 13 anos, a fazerem sexo com vários homens que adentravam em sua casa. No local, aconteciam festas e alcoolizados os homens faziam sexo com as garotas. Mesmo o sexo consentido, quando ocorre com menores de 14 anos, no Brasil, é considerado estupro. Adriano Santos Nascimento é o nome do marido de Bernadete. Ele, que deveria fazer o papel de pai das meninas, na verdade, acabava ajudando ainda mais nos abusos contra elas.

Meninas de 12 e 13 anos são estupradas na Bahia com a ajuda da mãe: 'Foram dois anos de terror'

Outro preso na operação foi Benival Santos Ferreira, primo de Adriano. Ele era um dos homens convidados a participarem das festas com as menores. Bêbado, Benival também abusava sexualmente das meninas, que já não sabiam mais como lidar com um crime que é grave e que, vira e mexe, volta a se repetir em todo o país.

Publicidade

Garotas eram estupradas há mais de dois anos pela própria família na Bahia

Os abusos contra as menores eram constantes. Ninguém sabe ao certo por que demorou tanto tempo para que o crime fosse descoberto. A #Polícia explica que há pelo menos dois anos elas já eram obrigadas a fazerem sexo com os homens. Ou seja, o abuso começou quando a menor das meninas tinha 10 anos de idade.

Após estupros, crianças vão para orfanato

Os três acusados inicialmente pelo crime já foram para um presídio da região. As menores estão sob os cuidados do Conselho Tutelar e ainda não há uma previsão do que irá acontecer com elas. É comum que, nesses casos, outros parentes assumam os cuidados das crianças.

Deixe seu comentário. Ele é sempre importante. #investigação