O resgate de um filhotinho muito comoveu os moradores da zona rural do município de Poloni, no interior de São Paulo, nesta semana. O filhote, da espécie #onça parda, foi encontrado por algumas pessoas que trabalhavam em um canavial. Os boias-frias, que faziam a colheita de cana de açúcar, se surpreenderam ao encontrar o pequeno animal, que estava sozinho e corria risco de morrer, por estar longe da mãe.

Ao verem o indefeso animal, os trabalhadores rurais acionaram o Corpo de Bombeiros para que pudessem fazer o resgate do filhotinho. A ocorrência foi atendida pelos profissionais do 13º Grupamento de Bombeiros, em São José do Rio Preto.

Publicidade
Publicidade

Oncinha tem menos de um mês de vida

De acordo com informações dos policiais bombeiros que participaram da ocorrência, o animalzinho estava sem a mãe e tinha cerca de 20 dias de vida. De tão novinho, ele mal conseguia andar e ainda não possuía muitos dentes em sua boquinha. Caso permanecesse no local, o risco de ser morto por algum animal ou de morrer de fome era muito grande.

De acordo com a Polícia Militar, o filhotinho foi encaminhado ao 4º Batalhão de Polícia Ambiental de São José do Rio Preto, cidade que fica a cerca de 60 quilômetros de onde o bichinho foi encontrado.

O pequeno felino foi resgatado no domingo (6) e permaneceu na sede da Polícia Ambiental até a manhã de segunda-feira (7), quando foi encaminhado para o Zoológico da cidade, onde será preparado para recondução ao seu habitat natural.

Publicidade

Filhotinho é, na verdade, uma filhotinha e ganhou novo lar

Ao chegar ao Zoológico de Rio Preto, o filhotinho passou por uma avaliação clínica, feita pelo veterinário Ciro Cruvinel. Ele constatou que a oncinha, na verdade, é uma fêmea e seu estado de saúde é considerado saudável.

A oncinha passou por um hemograma, que atestou a boa saúde do animal. De acordo com o veterinário, o animalzinho permanecerá no zoológico, até que possa ser encaminhado para reservas ou um outro zoológico que possa ser um destino seguro para ela.

Polícia [VIDEO]deve ser acionada

O biólogo do Zoológico, Samuel Villanova Vieira, explicou que, nos casos em que animais silvestres são encontrados, é preciso chamar a Polícia Ambiental ou o Corpo de Bombeiros, para que os bichinhos sejam encaminhados a local seguro. "Às vezes, as pessoas recolhem o animal pensando que vão ajudar, mas quando ele é retirado da natureza, perde a oportunidade de aprender a caçar, o que dificulta seu desenvolvimento", explicou o profissional. #muito fofo