Publicidade
Publicidade

Em meio a crise que o país está enfrentando, fica cada vez mais difícil encontrar alguém honesto para fazer uma boa ação, não é? Quando se encontra alguma coisa que alguém perdeu sempre vem à tona aquele velho ditado: “achado não é roubado, quem perdeu foi relaxado!” Porém [VIDEO], há ainda pessoas tão honestas que, mesmo em crise financeira, fazem o bem sem querer nada em troca.

“Não sou de outro planeta, apenas fiz o que era o certo”. Esse foi o comentário de Silviane Cunha. A telefonista estava em um coletivo em João Pessoa (PB), no dia 3 passado, quando achou R$ 600, e ao lado estava uma conta para ser paga. Logo em seguida, ao ver que o valor achado era eficiente para pagar a conta, ela efetuou o pagamento, e mesmo sem saber quem era a dona da fatura, decidiu guardar o que sobrou para devolver o dono.

Publicidade

Depois de efetivar o pagamento, a telefonista resolveu [VIDEO] compartilhar a história nas redes sociais com o propósito de descobrir a verdadeira dona da fatura. Mas, pelo contrário, o conteúdo compartilhando teve uma grande repercussão. Ainda na noite de segunda-feira passada (7), a postagem já tinha muitos compartilhamentos e quase 8 mil curtidas.

“Eu não imaginava todo esse resultado. Mas, percebi nos comentários das pessoas que isso é raríssimo. Então, reconheci o que fiz foi muito honesto. Quando encontramos o que não é da gente, não faz nenhuma diferencia para nós, mas, para alguém que perdeu, faz muita falta”, disse a recepcionista.

Tudo aconteceu quando Silviane estava indo para o trabalho em um coletivo da linha 5100, que pega quase todos os dias no Valentina. Já dentro do transporte, ela decidiu mudar de assento, pois, onde estava sentada havia muito sol.

Publicidade

Ela trocou de banco para onde estava Claudineia Santos, que tinha acabado de sair. Foi quando Silviane viu o dinheiro que estava enrolado com a uma conta.

“Fiquei triste, o dinheiro era para pagar a minha fatura, com certeza vai me fazer muita falta. Eu tinha que obter esse dinheiro novamente, ao chegar no trabalho comecei a chorar”, disse Claudineia. Por conta da postagem de Silviane na rede social, o filho de Claudineia ficou sabendo que a fatura já estava paga e contou tudo à mãe. A vendedora fez questão de ir pessoalmente na casa de Silviane agradecê-la. Mas não quis receber os R$ 36 que sobrou da fatura.

“Muita gente disse que eu deveria ter gasto o dinheiro e jogado a conta fora. Mas a minha consciência me determinava que eu devolvesse a grana achada. Como não tinha certeza que encontraria a dona, eu decidi pagar a conta”, concluiu a telefonista. #honesta #Mulher acha R$ 600 #Mulher achou dinheiro e conta