A Polícia Militar matou, em confronto, Jeferson de Lima Santos, de 28 anos. Tudo ocorreu no município de #São Francisco, Região Metropolitana de Salvador. Jeferson foi acusado de ter estuprado e assassinado sua enteada, uma menina de apenas 8 anos de idade. Ele praticou o ato violento na madrugada de terça para quarta-feira (9), na Avenida Beira Mar, no Caípe.

Os policiais informaram que vizinhos do acusado acionaram a polícia após ouvirem barulho de disparos de arma de fogo. “Quando chegamos no local, os próprios populares nos informaram que o homem havia estuprado e matado a enteada”, explicou a polícia.

Após algumas investigações, foi constatado que o homem residia com a mãe da vítima há pelo menos oito meses.

Publicidade
Publicidade

A polícia ainda informou que antes de cometer o crime, Jeferson havia feito o uso de cocaína. Policiais civis informaram que Jeferson falava a todo o tempo, frases sem nexos. Em alguns momentos, ele falava que a menina não era obediente e que era egoísta, pensava mais em si do que nos outros. A menina foi morta dentro do quarto, ainda em cima da cama. A polícia afirmou que o estupro vai ser confirmado através de exames que serão realizados no Departamento de Polícia Técnica (DPT) no Instituto Médico Legal de Santo Amaro, #Bahia.

Após a prática do crime, Jeferson, na tentativa de fuga, invadiu o quintal de uma residência vizinha e pegou como refém um homem de 31 anos. Ele usou o homem como escudo durante todo o tempo até a chegada dos policiais. O delegado José Edson, responsável pela 21ª Delegacia de São Francisco do Conde, divulgou, através da assessoria de imprensa [VIDEO], que Jeferson, após pegar o homem como refém, obrigou que chamassem a polícia, pois tinha feito algo muito ruim e não tinha coragem para se matar.

Publicidade

Quando os policiais chegaram na residência, Jeferson atirou contra os policiais e ocorreu o confronto onde foi morto.

“Ao entrarmos na casa, fomos recebidos a tiros e, quando revidamos, Jeferson caiu ao chão ainda com uma arma calibre 38 nas mãos. Ainda acionamos a equipe do Samu (Serviço de Atendimento Médico Urgente), porém ele não resistiu e veio a óbito antes de ser socorrido na unidade de saúde”, completou a PM, em nota.

A arma que estava com Jeferson, foi apreendida e encaminhada a 21ª Delegacia. O refém e testemunhas também foram levados à delegacia para prestar esclarecimentos sobre a ocorrência. O crime agora vai ser investigado pela Polícia Civil, que já afirmou que será aberto um inquérito com a finalidade de apurar todo o ocorrido.

Na delegacia, foi constatado que Jeferson já tinha uma passagem [VIDEO], no ano de 2013, quando foi pego com porte ilegal de arma. #Violência doméstica