É cada vez maior o número de pessoas que começam a trabalhar como motoristas do serviço de transporte por aplicativo Uber, como forma de driblar o desemprego. No entanto, a rotina de trabalho desses profissionais tem se mostrado muito arriscada, em função da grande quantidade de crimes que acontecem e que são veiculados frequentemente nos principais veículos de comunicação. Em São José dos Campos, no interior de São Paulo, um rapaz de 29 anos que trabalhava para a #UBER e estava #desaparecido teve uma morte trágica. O corpo dele foi encontrado na tarde desta quarta-feira (9) em um matagal, em estado bem comprometido.

Segundo informações da polícia, o rapaz, identificado como Marcos Antonio de Faria, estava desaparecido desde a madrugada desta segunda-feira (7), quando trocou as últimas mensagens com amigos, via smartphone.

Publicidade
Publicidade

Marcos, entretanto, havia saído de casa no domingo (6), para fazer corridas pela empresa e acabou não mais voltando.

Corpo é identificado por familiares

De acordo com a polícia o corpo de Marcos Antonio foi identificado por seus familiares, que reconheceram as tatuagens no corpo da vítima e alguns objetos que pertenciam ao rapaz.

Apesar do reconhecimento por parte dos familiares, a polícia ainda não fez a confirmação oficial de que se trata do jovem, o que deve acontecer através de um exame específico.

O carro de Marcos, um veículo GM Corsa, foi encontrado na terça-feira (7), próximo ao local onde o corpo foi encontrado depois.

Morte intriga policiais e está sendo investigada

A polícia informou que o corpo de Marcos Antônio foi encontrado em uma fazenda, na região sul da cidade. Segundo a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), os investigadores chegaram até o corpo após a denúncia de que havia uma movimentação diferente no local.

Publicidade

As causas da morte de Marcos Antonio, por enquanto, ainda não são conhecidas e a polícia ainda trabalha nas investigações. Por enquanto, tudo ainda é um mistério, o que intriga os policiais.

O rapaz trabalhava como #motorista do aplicativo há apenas 3 meses e, segundo a Uber, não estava em viagem de serviço, segundo os últimos contatos feitos.

Uber lamenta morte do jovem

A Uber publicou uma nota em que se solidariza com a família do rapaz e se coloca à disposição para colaborar com as investigações. "Estamos profundamente entristecidos em saber que o Marcos foi vítima deste crime terrível", diz um dos trechos da nota. "Esperamos que as autoridades tragam o responsável à justiça o mais rápido possível, prosseguiu o documento.