Publicidade
Publicidade

Um caso, recentemente, chamou a atenção de toda a imprensa. O estudante Bruno Borges desapareceu sob grande polêmica. Ninguém sabe ao certo para onde ele foi. O que se sabe é que, após quase três meses, ele retornou para sua residência, no Acre. A história no 'Menino [VIDEO] do Acre [VIDEO]', no entanto, está dando o que falar e está longe de ter um final. Isso porque o país todo quer saber o que aconteceu com Bruno. A verdade principal sobre o caso já foi esclarecida pela polícia, que disse que o '#menino do acre' sabia o que estava fazendo. Ou seja, tudo não passou de uma estratégia dele para aparecer e fazer sua obra ficar ainda mais famosa.

Publicidade

'Está muito magro e desnutrido', diz mãe do menino do Acre, o rapaz que chocou o Brasil com seu desaparecimento

Denise Borges, mãe do rapaz que está com 25 anos, explicou em entrevista ao portal de notícias R7 que ainda está tentando entender tudo o que aconteceu. De acordo com ela, o seu filho está muito diferente desde a última vez que ela o viu. O jovem estaria desnutrido e magro. Denise nega que o rapaz estivesse acompanhando tudo o que estava acontecendo na mídia. A família do rapaz do Acre diz que está tendo cuidado para mostrar as coisas. Tudo tem sido exibido aos poucos para Bruno, a fim de não abalá-lo.

Mãe de estudante do Acre diz se filho fez do seu sumiço um golpe de marketing

O R7 conseguiu declarações bombásticas de Denise, que comentou se o seu filho estaria fazendo do seu desaparecimento um modo de ele divulgar os quatorze livros escritos em formato de códigos.

Publicidade

O primeiro exemplar da obra está esgotado nas livrarias e vendeu toda a tiragem de 50 mil cópias, ficando entre os 20 livros de não ficção mais lidos de todo o Brasil. Denise nega que o filho tenha feito tudo isso para ficar famoso. Ela argumenta que o rapaz não quer se expor na mídia e que a postura dele tem sido, justamente, de tentar se proteger.

Estudante que sumiu no Acre lê o próprio livro e diz que está muito errado

A mãe do estudante filósofo, que diz ter tido contato até com extraterrestres, conta que o filho não quer saber da mídia, nem mesmo para divulgar sua obra e o que mais importa para ele, nesse momento, é que os conhecimentos de sua vida sejam lidos por todas as pessoas. Em casa, Bruno estaria mais próximo de Deus, lendo constantemente a Bíblia. Bruno também leu o primeiro livro que ele mesmo escreveu. Apesar disso, a opinião do jovem sobre a obra pode ser controversa. Ele garante que está tudo bastante errado.

Deixe o seu comentário. #Estudante do Acre