A violência urbana mata pessoas todos os dias no país. Muitas vezes, as mortes são ocasionadas por confrontos entre bandidos e policiais. Foi exatamente isso o que aconteceu com um jovem de 20 anos, em #São José dos Campos, no interior de São Paulo, na madrugada desta sexta-feira (4). O rapaz foi morto por policiais militares, o que gerou revolta nos moradores que, em protesto, atearam fogo em um ônibus horas depois do incidente.

Segundo informações da Polícia Civil, o rapaz foi morto por volta das 5 horas, durante uma perseguição no bairro Jardim São José II, área periférica da região Leste do município. Ainda de acordo com os policiais, a perseguição aconteceu porque o rapaz havia praticado roubos em um ponto de ônibus no bairro, juntamente com outro homem.

Publicidade
Publicidade

Rapaz resiste à prisão, troca tiros com a PM, mas acaba atingido

Diante dos atos cometidos pelo jovem, as vítimas acionaram a Polícia Militar. Quando os dois avistaram os policiais, tentaram fugir em uma motocicleta e se desvencilharam em uma área de mata. Durante a fuga, os dois se separaram e o rapaz, que estava armado, iniciou um tiroteio com a polícia. Ele acabou sendo atingido com um tiro na cabeça, vindo a falecer no local.

Os policiais encontraram com o jovem um aparelho de telefone celular e uma arma. O celular pertencia a uma das vítimas que foi assaltada por ele no ponto de ônibus. A moto em que o jovem estava era produto de um roubo que ele havia praticado na noite da quinta-feira (3).

Moradores queimam ônibus em protesto contra violência

Nesta sexta-feira, por volta das 10 horas, alguns moradores do bairro praticaram um ato bárbaro em protesto contra a morte do rapaz ocorrida na madrugada.

Publicidade

Eles atearam fogo em um ônibus do transporte público.

Segundo informações da prefeitura, o grupo de moradores abordou o ônibus e pediu que os funcionários e motoristas se retirassem. Após a evacuação do coletivo, eles incendiaram o veículo.

O Corpo de Bombeiros foi chamado para atender a ocorrência de incêndio, mas o fogo acabou destruindo todo o coletivo. Não houve registro de feridos.

A empresa responsável polo ônibus incendiado, a CS Brasil, lamentou o ato praticado pelos moradores, que acabou destruindo o ônibus. A CS Brasil classificou o ato como "ação criminosa [VIDEO]" e afirmou, por meio de sua assessoria, que irá colaborar com as investigações promovidas pelas autoridades.

Neste vídeo, publicado na rede social Facebook, é possível ver o ônibus pegando fogo:

#morte de jovem #ônibus incendiado