Publicidade
Publicidade

O jornalista #Paulo Henrique Amorim divulgou um vídeo bastante polêmico [VIDEO] em seu canal no YouTube, o Conversa Afiada, na última segunda-feira (25). O apresentador do Domingo Espetacular, da RecordTV, falou sobre a ida a um show de Roberto Menescau, no centro de São Paulo, e desabafou sua passagem pelo centro da cidade.

“Para chegar lá (ao show) eu passei pela praça onde os jesuítas fundaram a cidade: o Pátio do Colégio. Eram 19h30 e ali estavam corpos sem rosto, jogados no chão, protegidos por cobertores rasgados, quase invisíveis”, afirmou Amorim.

“Era uma massa, um volume, não havia individualidade. destaca-se a chegada de uma negra nua, só os seios cobertos.

Publicidade

São dezenas. Centenas. Parecem milhares. Porém, o sentimento que me dominou não foi o de compaixão, nem de solidariedade, o sentimento predominante que senti foi o sentimento de ódio”, disse Amorim.

Em seguida, ele explicou de quem sentiu ódio. “Ódio do prefeito impostor, do governador igrejeiro, da elite. Todos eles preferiam ver aqueles miseráveis, aqueles brasileiros incinerados em uma câmera de gás [VIDEO]”, comentou o jornalista, falando sobre João Doria (PSDB) e Geraldo Alckmin (PSDB), respectivamente.

Paulo Henrique comparou a situação com o campo de cólera na Guerra Civil de Ruada e um cadáver na maior favela do mundo, a Cidade do Sol, no Haiti. “Mas os brasileiros do Pátio do Colégio fazem Blade Runner parecer uma produção da Disney”, enfatizou.

Comentários

O vídeo já foi visto quase 40 mil vezes e os comentários estão liberados.

Publicidade

Normalmente, os vídeos de Paulo Henrique Amorim têm os comentários desativados. Isso impede críticas aos comentários do jornalista.

“Obrigada, senhor PHA. Precisamos de pessoas conscientes e decentes como o senhor e seus amigos jornalistas, que estão nessa grande e dolorosa batalha”, comentou um internauta. “Com certeza. É esse sentimento muito triste, que está tomando nosso ser. Mas o que estão fazendo com o povo, eles vão pagar caro”, afirmou mais um.

“Assim é o capitalismo. Enquanto alguns acumulam grandes fortunas, outros vivem na miséria. Prova desta desigualdade é que apenas 1% da população retém 25% de todo o lucro do Brasil e vocês acham que eles vão fazer alguma coisa para que isso mude. Vão fazer alguma artimanha para aumentar ainda mais o lucro deles, deixando o resto da população ainda mais pobre”, analisou outro seguidor do jornalista.

Mas também houve críticas. “Por aqui só petista doido que parece que não consegue enxergar a realidade que esse PT e puxadinhos decretaram a falência do nosso país”, criticou uma internauta.

#João Dória #ódio