Muitas mulheres apaixonadas são capazes de tudo para ficarem com seus homens. Prova maior disso é a "Bibi Perigosa", personagem vivida por Juliana Paes, na novela "A Força do Querer", e que existiu na vida real. Fabiana Escobar, a "Baronesa do Pó", fez escola para muitas mulheres, até mesmo menores, como é o caso de uma menina de apenas 16 anos que mandou matar os irmãos para poder ir morar com o namorado, que tem ligações com traficantes de uma facção criminosa de São Paulo.

O caso aconteceu na cidade de Itapevi, na Grande São Paulo, surpreendendo até mesmo os policiais [VIDEO]que atuam nas investigações, que culminaram na prisão dos suspeitos, divulgadas nesta semana.

Publicidade
Publicidade

A "#novinha" foi capaz não só de mandar matar os irmãos, como também de inventar uma história sórdida para incriminá-los e conseguir se livrar dos dois para ir morar com o namorado na favela do Recanto Paulistano, em Itapevi.

"Novinha" arquiteta plano sórdido antes de pedir que matassem seus irmãos

"Quero que mate eles (sic)", disse a jovem aos integrantes da facção criminosa que tinha ligação com o namorado dela. O pedido foi feito com o objetivo de se livrar dos irmãos, já que eles eram um grande empecilho para que ela continuasse o romance com o traficante.

Isso porque ela chegou a fugir de casa duas vezes para ir morar com o namorado na favela. Só que, nas duas vezes em que fugiu, os dois irmãos foram atrás dela para resgatá-la.

Antes de pedir para matar os irmãos, no entanto, a "novinha" arquitetou um plano sórdido, para incriminar os irmãos por algo que não haviam cometido.

Publicidade

Antes de fugir novamente para a favela, a menor foi até a Delegacia de Defesa da Mulher para registrar uma queixa contra os irmãos, dizendo que havia sido abusada sexualmente por eles.

"Ela mentiu para a delegada. Porém, a delegada acreditou, fez um boletim de ocorrência e colocou a jovem em proteção do Conselho Tutelar", explicou o delegado que investiga o caso, Fernando Shimidt, da Delegacia Seccional de Carapicuíba, ao jornal Diário da Região.

De acordo com Shimidt, a jovem fugiu do Conselho Tutelar naquela mesma noite e foi atrás do namorado, na favela.

Jovem mostra BO de abuso sexual para o namorado e desperta fúria dos traficantes

Já escondida na favela, a "novinha" mostrou o BO para o namorado, disse que estava fugindo dos irmãos e pediu abrigo a ele. O namorado acolheu a jovem e os dois acabaram se mudando para um outro barraco, na mesma favela.

O rapaz acabou comentando com os traficantes da favela o que os irmãos haviam feito com a namorada. A notícia acabou despertando a fúria dos traficantes, que foram atrás dos meninos para dar uma "lição" neles.

Publicidade

"Quero que mate eles (sic)", diz jovem a integrantes de facção criminosa

Indignados com o estupro, o traficante e outros rapazes pediram autorização a uma facção criminosa para que os irmãos da jovem passassem pelo Tribunal do Crime [VIDEO]. Eles então torturaram os irmãos da "novinha" e levaram a ela fotos dos garotos bastante machucados e, então, perguntaram o que ela queria que fizesse com eles. "Quero que mate", respondeu a jovem. Então, os traficantes acabaram de fazer o serviço e executaram os irmãos da jovem. Depois, eles enterraram os corpos deles na favela.

Os corpos, no entanto, foram descobertos tempos depois, no dia 8 de junho, em estado avançado de decomposição. A polícia fez o reconhecimento dos corpos, com a ajuda de outro irmão da "novinha".

Responsáveis pelo crime estão presos

Três meses depois de ter arquitetado o plano, a menor, que estava sendo procurada por estar supostamente desaparecida, foi encontrada e o crime acabou sendo desvendado.

Ela foi encontrada pela polícia na favela e foi levada à delegacia de polícia para o registro de um novo boletim de ocorrência. Só que o escrivão que fez o registro do BO era o mesmo que fez o BO com a queixa de falso estupro. "Ele questionou a jovem sobre o desaparecimento dela e dos irmãos e a menor confessou o crime”, conta o delegado.

O namorado da jovem e quatro traficantes foram presos, mas a polícia ainda procura por outros três suspeitos, que estão foragidos. A menor foi encaminhada à Fundação Casa, onde cumpre medida socioeducativa. #Caso de polícia #menor manda matar