Publicidade
Publicidade

Uma quadrilha de traficantes liderada por Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157, tem travado uma intensa batalha contra diversos oficiais da polícia e do exército que buscam os criminosos na mata que cerca parte da comunidade da Rocinha, no Rio de Janeiro [VIDEO].

Segundo informações do jornal carioca O Globo, o traficante chegou a tentar negociar sua rendição com os agentes, mas voltou a se esconder na mata, de onde sua quadrilha tem trocado tiros com os oficiais [VIDEO] enquanto tenta escapar.

De acordo com a reportagem, os integrantes da facção de Rogério 157 conhecem a região desde a infância, o que têm facilitado sua estratégia de esconder mantimentos e armas durante o tempo em que estão no local.

Publicidade

Segundo testemunhas, alguns criminosos já teriam vistos em outras áreas da Floresta da Tijuca, chegando próximo a pontos turísticos do local.

A situação tem preocupado também moradores de bairros vizinhos, como o Alto Leblon e a Chácara do Céu, regiões que também tem acesso à mata e para onde os criminosos podem tentar fugir. Além da patrulha terrestre, os agentes de segurança também têm usado helicópteros para tentar localizar os bandidos que estão escondidos no local.

Segundo especialistas em segurança pública e investigadores, a recente crise de segurança na #Rocinha teria eclodido após confrontos entre traficantes ligado ao traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, - que está atualmente detido em Porto Velho, Rondônia – e a quadrilha de Rogério 157. O grupo estaria disputando o controle do tráfico na comunidade da Rocinha, que é apontada como a maior favela do país, com mais de 70 mil moradores.

Publicidade

#Criminalidade #riodejaneiro