Publicidade
Publicidade
3

Uma bebê recém-nascida foi encontrada abandonada [VIDEO]em frente a uma casa em Penápolis, cidade localizada no interior do Estado de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (11). A criança estava dentro de uma mochila, enrolada num cobertor e portava um bilhete manuscrito, que solicitava que cuidasse bem dela.

O bilhete também informava que a bebê recebeu o nome de Yasmim, bem como trazia o motivo para o abandono, que seria a falta de casa, família e condições para cuidar da criança. Segundo informações da #Polícia Civil, que instaurou inquérito para apurar o caso, a bebê foi encontrada por uma mulher que passava pelo local e ouviu o choro, que imediatamente acionou a polícia.

Publicidade

A criança foi encontrada ainda com o cordão umbilical. Desta forma, o Corpo de Bombeiros precisou ser acionado para prestar os primeiros socorros. Após o atendimento, ela foi encaminhada para pronto socorro de Penápolis. Agora está internada na ala de pediatria da Santa Casa da cidade, onde está sob cuidados #Médicos.

Segundo os médicos que a examinaram, a bebê pesa cerca de 2,3 quilos, mede 44 centímetros e pode ter nascido de aproximadamente 39 semanas de gestação. O Conselho Tutelar de Penápolis também foi acionado e já tomou as primeiras medidas protetivas em favor da criança.

Primeiro, ainda na segunda-feira, solicitou à Justiça que a criança seja encaminhada para adoção em regime de urgência. Com o pedido, o juiz deve acionar o cadastro nacional de adoção e pedir urgência, afirma a presidente do Conselho Tutelar da cidade, Aline Rall.

Publicidade

A intenção do órgão é que a menina saia direto ala de pediatria, onde está internada, direto para uma família.

Posteriormente, foi feito relatório da situação da criança e enviado ao #Ministério Público, para que tome as medidas necessárias em relação ao caso. A Santa Casa de Penápolis informou que a criança deve receber alta nesta quarta-feira (13). Caso não consiga ir para uma família, será encaminhada para um abrigo, onde ficará aguardando a adoção.

O Conselho Tutelar também abriu um boletim de ocorrência para apuração dos fatos. Os investigadores já estão fazendo buscas para tentar encontrar a mãe, ou alguma pista de alguém que tenha visto a ação, ou conheça a mãe.

O caso será investigado pela Delegacia da Mulher. A mãe, se encontrada, poderá ser condenada pelo crime de abandono de incapaz, que prevê uma pena de 6 meses a dois anos de prisão, afirma a delegada Maria Salete Tondato, responsável pelo caso.