Um crime bárbaro em plena luz do dia [VIDEO] foi flagrado por câmeras de segurança instaladas próximas a um bar no centro da cidade de Santos, localizada no litoral de São Paulo. Nas imagens, é possível ver um homem misterioso usando um chapéu que se aproxima da mesa onde a travesti estava sentada em companhia de outras pessoas e atira em direção a sua vítima.

De acordo com o portal de notícias online do jornal 'A Tribuna', a travesti identificada como Flávia Furtado, de 47 anos, foi assassinada com pelo menos dois tiros, na manhã deste domingo (3). Flávia estava sentada à mesa de um bar, localizado nas esquinas da Rua João Pessoa com a Avenida Senador Feijó.

Publicidade
Publicidade

O crime aconteceu por volta das 11 horas. O homem, que ainda não foi identificado, fugiu do local logo depois de disparar os tiros.

Motivação do crime

Flávia estava sentada com um grupo de pessoas conhecidas no bar Clone, quando foi alvejada por tiros por um homem que ainda permanece foragido. Testemunhas disseram que a travesti assassinada era conhecida na região central de Santos como agenciadora de travestis que trabalhavam como garotas de programa nas imediações de onde o crime aconteceu.

Algumas pessoas chegaram a comentar que no início da manhã Flávia e o atirador haviam discutido. O motivo do desentendimento ainda está sendo investigado. As testemunhas ouvidas pela reportagem do jornal 'A Tribuna' acreditam que o assassino era um suposto cliente.

Equipes da Polícia Militar foram deslocadas [VIDEO] para o local do crime.

Publicidade

As primeiras apurações junto as testemunhas deram conta de que o homem e seu filho teriam contratado os serviços de uma das travestis e que teriam sido roubados por ela. Os homens teriam perdido uma quantia em dinheiro e um aparelho celular.

Revoltado, o homem que fez os disparos teria ido um pouco mais cedo até o estabelecimento armado com uma faca, porém teria sido intimidado pelos frequentadores do bar. Não satisfeito, voltou pouco tempo depois com uma arma de fogo e atirado em Flávia.

Socorrida

Nas imagens, é possível ver o grande susto de todos que estavam sentados à mesa do bar. A maioria saiu correndo no momento dos disparos. Conhecidos de Flávia que estavam no local optaram por não aguardar a chegada dos socorristas do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e a levaram para Santa Casa de Santos, porém ela não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada na emergência do hospital.

Deixe seu comentário. #Crimes violentos #Violência urbana #Polícia