Publicidade
Publicidade

Um terrível incêndio criminoso chocou o Brasil na manhã desta quinta-feira (5). Por motivos desconhecidos, o vigia de uma #Creche da cidade de Janaúba, norte de Minas Gerais, ateou fogo em crianças de uma creche e depois em si mesmo. O Corpo de Bombeiros informou que quatro crianças morreram queimadas pelo homem e outras 25 pessoas seguem internadas.

Em imagens que circulam pela internet, é possível ver um grande desespero dos familiares das vítimas [VIDEO]. Muitos gritavam do lado de fora da creche querendo saber informações sobre seus filhos. A cena chocou telespectadores e internautas que acompanhavam o desfecho da história.

Publicidade

O homem que colocou fogo na creche não morreu de imediato [VIDEO]. Ele foi levado ao hospital da cidade onde recebeu os primeiros socorros. No entanto, devido à gravidade das queimaduras, ele acabou não sobrevivendo.

Damião Soares dos Santos, de 50 anos, era funcionário efetivo da prefeitura desde 2008. A prefeitura informou que ele pediu afastamento no mês de setembro alegando problema de saúde. Nesta quinta, ele foi à creche entregar o atestado médico e provocou o incêndio.

Após feito o atendimento de todos os feridos e a retirada dos corpos, foram realizadas imagens que mostram como a creche ficou após o incêndio. As imagens são do site de notícias G1 e causaram grande espanto nos internautas. “Monstro, nada justifica isso, são inocentes que nao tinha como si defender”, “Meu coração tá aos pedaços com tanta violência e maldade com crianças inocentes”, “Meu Deus que tristeza.

Publicidade

Como tirar a vida de seres tão inocentes, Deus conforte o coração dessas famílias”, escreveram os internautas.

Hospital pede ajuda

Devido ao grande número de vítimas, o hospital de Januária teve que solicitar ajuda para atender às vítimas do incêndio. Segundo os responsáveis do hospital, estava havendo falta de matérias básicos para atendimento aos feridos. Eles disseram que todo tipo de doação era bem-vinda no momento.

Motivação do crime

A polícia investiga o que poderia ter levado o vigia a cometer tamanha barbárie. Ainda não se sabe se ele possuía algum histórico de doença mental ou algum comportamento considerado anormal. A prefeitura da cidade ainda não divulgou nada sobre o atual estado dele.

A polícia tem guiado as investigações levando em consideração o relato dos outros funcionários da creche. Um deles disse que estranhou o fato de Damião ter chegado logo de manhã com uma mochila nas costas. Segundo os relatos, assim que ele entrou na creche já começou a jogar álcool e atear fogo nas primeiras crianças que via.

#incêndio em creche