Publicidade
Publicidade

Laís Andrade Fonseca, 30, foi morta pelo ex-marido dentro de uma viatura da Polícia Militar (PM) em Teófilo Otoni, Minas Gerais, na tarde deste sábado, 7.

Laís encontrou uma câmera escondida dentro do banheiro da sua casa e ao confrontar o marido, descobriu que havia sido ele que tinha instalado o equipamento. Temendo que as imagens dela nua vazassem na internet, ela decidiu denunciar o homem. Ela, que morava na casa com o filho de apenas 8 anos, descobriu que o homem a vigiava por meio de um computador que estava instalado em cima da laje da casa.

A mulher descobriu o equipamento quando tomava banho e decidiu denunciá-lo.

Publicidade

Ex-marido confessa que instalou a câmera por motivo de ciúmes

O homem, de 34 anos, confirmou à polícia que instalou as câmeras e que o fez por ciúmes. Ele queria saber se a mulher tinha um namorado. Os dois foram encaminhados à delegacia e o autor foi autuado por importunação ofensiva ao pudor no Boletim de Ocorrência.

A mulher ainda fez um pedido que seria seu grande erro na vida. Ela pediu que o homem fosse liberado, pois ela não queria nem prejudicá-lo e ainda tinha vontade de reatar o relacionamento com ele.

Mulher pediu para que marido não fosse preso e queria reatar o relacionamento

Por conta do pedido da vítima, o homem não foi preso. De qualquer maneira, a delegada foi cuidadosa e pediu perícia nos materiais, já que poderiam conter imagens do menino de oito anos nu. Como o homem não tinha histórico de violência e a mulher demonstrou interesse em reatar, os dois voltaram à cidade na mesma viatura.

Publicidade

Foi coletado todo o material de informática do homem e seria encaminhado à delegacia em Teófilo Otoni, a 96 km de distância. Os dois viajaram na mesma viatura e o homem foi sem algemas.

Segundo relato da polícia o homem e a mulher dormiram boa parte do tempo, mas ao acordar na BR-116, o homem sacou uma faca. Ele cortou o pescoço da companheira e ainda deu duas facadas em seu corpo e pulou do carro da polícia.

Homem matou a mulher dentro da viatura da PM a facadas

Segundo o delegado de plantão, o homem, ao disponibilizar o material de informática, aproveitou para se munir de uma faca e escondeu na roupa. Ele acabou usando a arma dentro da viatura cometendo o crime de #Feminicídio.

Os policiais que conduziam os dois foram autuados por homicídio culposo. Eles descumpriram uma norma interna e não fizeram a busca pessoal no acusado. Segundo os mesmos, como o clima era ameno, não se aperceberam que o homem poderia tomar tal atitude. Eles responderão na Justiça Militar e em liberdade. [VIDEO] #crime bárbaro #marido mata mulher