Publicidade
Publicidade

Damião Picolé, o homem que ateou fogo em criancinhas em uma creche em #Janaúba/MG, além de ter problemas mentais e estar afastado por problemas de saúde, deixou também uma mensagem direcionado à sua família antes mesmo de morrer.

Damião também teria postado uma carta de despedida em sua rede social.

O homem ateou fogo em dezenas de crianças na cidade do interior de Minas Gerais, próximo a Montes Claros e já dava pistas do que poderia fazer. Ele sempre gostou de postar mensagens de ordem em suas redes sociais, mas por esconder-se atrás de uma imagem de um homem aparentemente bom, não levantou suspeitas. Agora com a repercussão nacional e internacional de seu ato, muitos começaram a entender do que se tratava sua mensagem de ordem.

Publicidade

Damião atentou contra diversas crianças com idade inferior a 5 anos, além da professora heroína que salvou diversas crianças. O infanticida também ateou fogo contra o próprio corpo e se tornou um suicida, pois morreu também logo depois de ter promovido toda a tragédia [VIDEO]. Picolé tinha laudo de problemas mentais e deixou uma postagem enigmática no Facebook que acabou sendo interpretada como uma 'carta de despedida'.

A postagem e a rede social foi excluída pelo Facebook, mas foi possível registrá-la antes de ser excluída e pode ser vista ao final da matéria.

7 mortos e 31 feridos no total até a tarde desta sexta-feira, 6, da tragédia em creche de Janaúba/MG

Entre as vítimas que faleceram estão cinco crianças de 4 anos, além da professora, que faleceu nesta madrugada e o própria segurança.

Publicidade

Os bombeiros confirmaram ainda que, infelizmente, o número de mortos ainda pode aumentar já que existem ainda 31 feridos, sendo 28 crianças e 3 adultos [VIDEO].

Uma das mortas no atentado foi a professora Heley de Abreu Silva Batista, [VIDEO] 43, que enfrentou o assassino tentando evitar que ele ateasse fogo nas crianças e ainda ajudou a salvar muitas delas. Uma pessoa que sempre amou o que fazia e sempre trabalhou com muita dedicação, morrendo tentando salvar o bem mais precioso das famílias, os filhos.

Heley tem sido considerada por moradores da cidade como uma heroína que trocou sua vida pela vida de muitas crianças.

Professora Heley morreu como uma heroína

A professora que amava o que faz, se arriscou para tentar impedir a tragédia promovida por um doente mental. A mulher de 43 anos arriscou a própria vida em prol das crianças e já está sendo considerada uma heroína pela população de Janaúba. Família chora a perda. Professora morreu na noite desta quinta-feira, não resistindo às queimaduras.

Publicidade

'Nunca fiz mal a ninguém', escreveu Damião Picolé, numa mensagem de 'despedida'

O assassino e suicida escreveu uma mensagem minutos antes de cometer uma tragédia sem precedentes em sua rede social. Na mensagem que pode ser liga a seguir, 'Se alguém duvidar, vista (viste) minha família, eu fazia de tudo para ajundar (ajudar). Nunca fiz mal a ninguém'.

Depois do ocorrido, muitas pessoas entraram no perfil do homem para xingá-lo e expor a revolta. A rede social decidiu apagar a postagem e logo depois todo o perfil do assassino.

Facebook exclui o perfil de Picolé

Damião teve a rede social excluída minutos depois da tragédia em Janaúba. O jornal Extra, registrou a última mensagem postada por ele.

Veja a postagem do assassino.

#Damião Picolé #crime na creche