Publicidade
Publicidade

Os familiares da tragédia que ocorreu na escola Goyazes ainda estão muito chocados com tudo o que aconteceu, pois ainda é bastante cedo para eles tentarem assimilar tudo que aconteceu, e que ocasionou na morte de dois alunos em sala de aula. Os pais das crianças se encontram totalmente abalados com os últimos acontecimentos. O colégio é considerado um dos locais mais seguros pelos pais, nunca passaria pela cabeça dos pais das vítimas que seus filhos perderiam a vida em uma sala de aula, onde se ganha conhecimento e seus filhos deveriam se sentir protegidos. Porém uma tragédia acabou batendo na porta dos pais dos alunos daquela escola em Goiânia.

Publicidade

Essa é a segunda tragédia em um curto período de tempo ocorrida em instituições educacionais no Brasil. Vale a pena recordar a aflição dos pais que tiveram seus filhos queimados na tragédia em Janaúba, que fica localizada em Minas Gerais.

Na última sexta-feira (20), um dos alunos de uma escola decidiu que iria atirar contra seus colegas de turma, pois o mesmo sofria bullying. Ele acabou matando dois de seus colegas, e deixou os pais das vítimas em luto.

A mães de uma das vítimas disse que o jovem #atirador tinha pego a arma da mãe que é policial militar em Goiás, e ao que tudo indica o convívio entre a mãe e o menino que cometeu o crime não era na bom. Isso porque uma das alunas da escola disse que no começo do ano acabou recebendo algumas ameaças do atirador, que ameaçou a mãe da menina dizendo que a mataria, pois a menina não respondeu uma pergunta dele de forma correta [VIDEO].

Publicidade

Inclusive, essa ameaça fez com que a menina se afastasse do jovem, que já sinalizava a intenção de cometer esse crime horrendo na escola.

Possível bullying foi o motivo para essa tragédia na escola em Goiânia

A escola na qual aconteceu a tragédia é bastante conhecida na região e é uma instituição privada. O aluno que cometeu o crime teria sofrido bullying por não passar desodorante nas axilas, sendo chamando de 'fedorento' por outros alunos. Inclusive um dos mortos teria levado um desodorante para a escola, no intuito de cometer bullying com o atirador. Depois de sofrer tanto na escola, o jovem rapaz resolveu tomar a atitude de matar o seu colega de classe. Além dos dois meninos mortos, três alunos se encontram no hospital e pelo menos um deles ainda corre risco de vida.

Mãe que perdeu o seu filho na tragédia resolve desabafar sobre o ocorrido em suas redes sociais

É muito comum que as pessoas usem das redes sociais para desabafarem sobre os seus problemas no decorrer do dia, e essa foi a forma escolhida por uma mãe que está passando por um momento traumático em sua vida.

Publicidade

A mãe de João Pedro Calembo, que foi morto na sala de aula, postou uma foto de seu filho em um sinal de luto pela morte do menino. A mãe não falou muito na foto compartilhada, mas o pouco que disse, acabou comovendo a muitos internautas nas redes sociais [VIDEO]. A mãe do jovem menino disse que não tinha como ela redigir um 'texto bonito', depois de todo o ocorrido. Ela ainda disse estar totalmente 'despedaçada' com a tragédia.

#goiania #crime bárbaro