Publicidade
Publicidade

Alguns casamentos inusitados já estrelaram notícias e viraram um acontecimento que diversas pessoas ficaram sabendo. São casos curiosos e até então nada vistos, feito por aqueles que buscam inovar no momento de trocar as alianças em frente ao altar. A chegada da #noiva é o momento mais aguardado por todos os convidados, e ainda mais pelo noivo, que espera ansiosamente por sua amada no altar. A entrada triunfal fica por conta da estrela da noite e seu vestido deslumbrante. Algumas pessoas sabem mesmo como chamar atenção no momento em que chegam a seu casamento [VIDEO], como aconteceu com Érica Constantino.

Estudante fez surpresa e chegou com policiais em #Casamento em chácara

Quem via os carros chegando com as sirenes ligadas e o som estridente da #Polícia imaginava que se tratava de uma ocorrência em uma chácara em Natal, capital do Rio Grande do Norte.

Publicidade

Mas ninguém imaginava o que realmente estava acontecendo. O noivo, Genivaldo, aguardava no altar quando sua noiva saiu de dentro de uma viatura da Polícia Militar. Pessoas que passavam pelo local imaginavam ‘mil e um’ desfechos para essa história, como se a noiva fosse uma presa ou qualquer delito que precisasse da presença da Polícia Militar no local. Mas nada tinha de errado no casório, a não ser a ideia maluca de Érica de chegar de ‘camburão’ em seu casamento [VIDEO], chamando a atenção de todos para o que ela decidiu fazer.

Convidados não sabiam da surpresa e ficaram assustados com a chegada da polícia ao casamento

A estudante de enfermagem estava disposta a se casar e resolveu contar com a ajuda da Polícia Militar. Nenhum dos convidados sabia dos planos de Érica para o que aconteceria durante a sua chegada, e muitos ficaram surpresos ao verem tantos policiais chegando ao mesmo tempo no local.

Publicidade

Alguns dos convidados até pensaram que eles traziam más notícias, mas quem estava com eles era a noiva, peça elementar da cerimônia que contou com uma grande surpresa.

Apenas o noivo de Érica, o chef de cozinha Genivaldo, de 40 anos, sabia o que a esposa estava planejando. Embora ele soubesse de tudo, Genivaldo duvidou que Érica fosse capaz de fazê-lo, achando que a noiva não teria coragem de acionar a Polícia Militar para isso. O comandante da Polícia Militar explicou o que o fez liberar a ajuda no casamento da estudante. O apoio da polícia se estende a toda população e para ele o gesto de carinho e admiração de Érica com a corporação deveria ser atendido.