Publicidade
Publicidade

Um segurança de uma creche em Janaúba, cidade que fica localizada na região norte de Minas Gerais, mais ou menos a 540 quilômetros da capital Belo Horizonte, ateou fogo em algumas crianças [VIDEO]e depois também ateou fogo em seu próprio corpo, na manhã desta quinta-feira, dia 05.

Segundo as informações preliminares da #Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros que fizeram os primeiros atendimentos, ao menos 4 crianças morreram queimadas. O segurança encontra-se internado no hospital em estado grave.

O caso aconteceu no Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, que fica localizado no Bairro Rio Novo e o suspeito trabalhava como segurança na creche.

Publicidade

O segurança cometeu o crime no momento em que as crianças estavam no recreio, por isso muitas delas foram atingidas pelo fogo, inclusive funcionários da creche e mães que estavam presentes.

Como foi feito o socorro

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e ao menos duas unidades da cidade de Janaúba compareceram até o local para prestar os primeiros atendimentos às vítimas. Ainda outras cinco equipes do SAMU de cidades localizadas próximas, também no norte de Minas Gerais, estão se deslocando até Janaúba, para ajudar no atendimento.

Até o momento não foi divulgado o número exato de vítimas, mas o Hospital Regional de Janaúba, através de seu assessor de imprensa, Helton Ricardo Mendes, informou que atenderam aproximadamente 40 pessoas, dentre elas crianças e adultos, muitos deles em estado grave, inclusive o segurança.

Publicidade

A unidade informou ainda, que os adultos estão ficando na unidade, que as crianças estão recebendo os primeiros-socorros e estão aos poucos sendo transferidas para outros hospitais pediátricos.

O Hospital informou que apesar do grande número de vítimas, a unidade conta com uma grande equipe, dentre eles 30 #Médicos, 30 enfermeiros e 50 técnicos de enfermagem.

A Polícia Civil deve abrir inquérito para investigar o caso, mas a primeira suspeita é de que o segurança seja portador de problemas mentais.

O ocorrido atraiu a atenção de muitos curiosos e dos familiares das crianças que frequentavam a creche, que se acumularam em frente ao local, muitos deles ficaram revoltados com a situação. Um vídeo que já vem circulando pelas redes sociais mostra a revolta da população, o desespero de alguns familiares, o socorro das vítimas, e muitas mães já com seus filhos que não sofreram ferimentos no colo.

Confira o vídeo:

#vitimas