Publicidade
Publicidade

Um bailarino decidiu fazer uma apresentação na frente da Prefeitura de Caxias do Sul, no estado do Rio Grande do Sul. [VIDEO] No entanto, sua apresentação solo foi confundida com um #surto psicótico e o que aconteceu, a partir daí, acabou sendo digno de uma cena de novela. O bailarino Igor Cavalcante Medina estava fazendo um grande show no local no sábado passado (28), quando acabou chamando a atenção de todos.

Os transeuntes não entenderam muito bem sua arte e acreditaram que o bailarino, na verdade, estaria tendo um grande surto psicótico. Eles chamaram as autoridades, a fim de tentar dar uma solução em Igor. Foi então que o pior aconteceu.

Bailarino é confundido com louco em apresentação e acorda horas depois em hospital

O bailarino, de 26 anos, estava acostumado a fazer suas apresentações em espaço aberto.

Publicidade

No entanto, nunca havia passado por nenhuma situação parecida. Era fim da manhã, quando guardas e policiais chegaram.

O objetivo do rapaz era falar sobre a violência que as pessoas sofrem diariamente e o que ocorreu foi que quem assistia a tudo acreditava que ele realmente não estava bem. Igor acabou chamando a atenção dos militares e explicou sua performance.

No entanto, paramédicos apareceram e deram uma injeção calmante para ele desacordar e ser levado pelos profissionais da saúde. A situação acabou atingindo muita gente e impressionou a todos.

Bailarino acaba levando injeção e para em hospital ao ser confundido com doente mental

Em entrevista ao portal de notícias R7, em reportagem publicada nesta terça-feira (31), Igor falou sobre tudo o que aconteceu. Ele disse que sofreu a abordagem da guarda municipal e que acharam que ele tinha algum problema de saúde de ordem mental.

Publicidade

Os profissionais da prefeitura, inclusive uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), apareceram.

O dançarino disse que tentou convencer os profissionais que não estava tendo um surto psicótico, mas que não foi ouvido pelas pessoas que estavam ali. Pelo contrário, os funcionários pareciam realmente acreditar que sua performance se tratava de um surto de loucura.

Bailarino sofre ação de médicos, após ser tratado como louco

O bailarino estava no local mostrando que tinha capacidade de ser um bom artista, mas acabou sendo agredido. Um deles deu uma rasteira no rapaz e o colocou em uma maca. Ele também foi colocado em uma camisa de força e que parte do público não teria entendido nada, mandando apenas ele ter calma diante da ação assustadora.

"Antes de chegar ao Pronto-Atendimento 24h (Postão), onde fui atendido, recebei uma injeção calmante. Cheguei sedado no hospital. Ainda assim, tentei conversar e dialogar, mas só me levaram a sério depois que confirmaram o que eu falei", disse o rapaz. #É Manchete!