Publicidade
Publicidade

Problemas familiares podem acarretar em feridas que parecem nunca se cicatrizarem, e algumas dessas desavenças podem acabar em tragédia. Algumas pessoas possuem pré-disposição para cometerem crimes contra a própria vida e a #Família, demonstrando que ali já não mais existia nenhum tipo de amor, por si mesmo ou por aqueles que o cercam. Esse deve ter sido os últimos pensamentos de Antônio Ricardo Gallo, de 37 anos, que matou praticamente toda a sua família, o companheiro de sua ex-namorada e depois se matou, com um tiro na cabeça. A tragédia aconteceu na manhã desta segunda-feira (30) em Campinas, no interior de São Paulo.

Chacina que aconteceu em Campinas - SP deixou cinco mortos e o atirador se suicidou

A chacina aconteceu bem cedo, por volta de 06h00 da manhã, quando Antônio fez a sua primeira vítima.

Publicidade

A irmã do suicida foi quem Antônio matou primeiro, a mulher estava a alguns metros de casa e seguia andando para o trabalho quando foi interceptada pelo homem com uma arma de fogo e morreu no local, após Antônio disparar contra ela. O homem estava muito longe de terminar a sua matança, e seguiu para a casa de seus familiares.

Homem ficou preso e não podia se aproximar da casa em que sua família vivia

Antônio estava preso momentos antes de matar toda a sua família. O homem [VIDEO] foi preso depois de ter agredido duas de suas irmãs, e uma medida protetiva o impedia de chegar perto da casa em que seu pai e suas irmãs viviam. Quando o homem chegou até a residência, seu pai estava do lado de fora da casa, e ele foi a sua segunda vítima fatal.

O agressor adentrou então até a residência em busca de suas outras duas irmãs.

Publicidade

Quando Antônio encontrou uma delas, o atirador decidiu poupar a sua vida, após ver o sobrinho, uma criança de apenas três anos, em seu colo. Antônio pediu a ela para que saísse da casa e foi em direção a outra irmã, a quem ele desferiu um disparo que não foi suficiente para tirar-lhe a vida, sendo ela uma das poucas sobreviventes da tragédia.

O agressor decidiu colocar fogo em toda a residência, e no momento em que um vizinho da família dele abriu a janela para ver o que se passava, o pior aconteceu. Antônio fez a sua quarta vítima fatal ao atirar contra o homem na janela. O crime não parou por aí e o homem foi até a casa de sua ex-companheira [VIDEO], local em que ele atirou contra ela e seu atual namorado, que sobreviveu, mas morreu momentos depois, após não resistir aos ferimentos. Perseguido pela polícia, Antônio deu um tiro em sua cabeça antes mesmo que fosse detido pelas autoridades. #Caso de polícia #crime bárbaro