Publicidade
Publicidade

Diante de tantos acontecimentos em diversas partes do País, uma notícia tem ganhado bastante repercussão nas redes sociais. Desta vez, um #Cavalo acabou sendo ‘preso’ pela guarnição da Polícia Militar do município de Nossa Senhora Aparecida, em #sergipe. O inusitado ocorreu após o cavalo dar um coice em um automóvel durante uma cavalgada que ocorreu na noite do último domingo (12). A informação acabou gerando muitas piadas entre os internautas [VIDEO].

O proprietário do animal, o engenheiro civil Wiliam Francisco dos Santos, disse em entrevista que o animal estava sob seu comando, porém, algumas pessoas o pediram para dar uma volta com o mesmo.

Publicidade

O fato de ser um homem bastante conhecido na cidade, ele não viu problemas em emprestar o animal para outras pessoas. Um rapaz acabou montando no cavalo, porém, o mesmo ficou assustado e, ao sair correndo, acabou dando um coice em um carro de uma mulher, que denunciou o caso à polícia. Não demorou muito e o animal havia sido levado pela polícia para a delegacia.

O empresário ainda afirmou que foi até a delegacia e se ofereceu para conduzir o animal de volta para casa, porém, o policial se recusou a entregar o mesmo, dizendo que só o liberaria no dia seguinte. Para Wiliam, a cena foi bastante inusitada, pois ao chegar na delegacia, se deparou com o animal dentro de uma cela, como se fosse um detendo. No local não havia comida, nem ao menos uma vasilha com água. O espaço era tão pequeno que o cavalo não conseguia se mexer.

Publicidade

Ele disse que conseguiu levar comida para o animal na mesma noite que foi apreendido, porém, foi barrado no dia seguinte.

Assista ao vídeo:

Indignado com a situação, o empresário resolveu registrar um Boletim de Ocorrência e afirmou que vai entrar na Justiça. A situação foi tão complicada que ele precisou entrar em contato com uma ONG de proteção aos animais, que após muito esforço conseguiu libertar o animal. Wiliam afirma que o animal acabou se ferindo pelo longo tempo que ficou sem poder se mexer dentro da cela.

Sobre os danos causados ao carro atingido pelo coice, o empresário afirmou que nesta terça-feira (14) irá à cidade onde a proprietária reside para arcar com as despesas necessárias para recuperação do veículo.

O capitão da Polícia Militar, Vagno Passos, que comandou a apreensão do animal, informou que o cavalo só ficou preso porque o empresário havia negado assumir o prejuízo causado pelo animal no automóvel da moça, sob a alegação que ela teria sido a culpada por ter estacionado em local inadequado [VIDEO].

O policial ainda negou as situações de maus tratos sob o animal, mas admitiu que o mesmo passou a noite dentro da delegacia. “Demos água e alimento ao mesmo, que em momento algum foi maltratado”, informou. #PM