Publicidade
Publicidade

O #Goleiro Raphael Aflalo, de 20 anos, que foi campeão brasileiro sub-20 defendendo o #Corinthians e chegou que a treinar nao lado de Cassio e Walter, poderá ir a júri popular por ter matado o adolescente Matheus da Silva Nascimento, de 17 anos. O inquérito policial foi finalizado e o atleta foi denunciado à Justiça por homicídio doloso eventual, que é quando pode ter ocorrido a intenção de matar.

Em abril deste ano, Raphael Aflalo conduzia uma BMW de luxo pelas ruas de Santos, Litoral Paulista e quando estava na conhecida Avenida Epitácio Pessoa, atingiu em cheio o adolescente Matheus que trabalhava na praia com padrasto.

Publicidade

No momento do atropelamento, ele e seu padrasto empurravam um carrinho de praia e foram acertados em cheio.

Além de estar com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida, o goleiro ainda dirigia a 100km/h em uma avenida onde o limite máximo é de 50km/h e tentou fugir do local sem prestar socorro à vítima. As câmeras de segurança [VIDEO] instaladas no local, mostram o momento em que Raphael acerta a vítima e arremessa a 20 de metros de distância. O padrasto também foi atingido.

O goleiro estava em Santos para tratar de seu possível retorno ao clube da Vila Belmiro, onde iniciou sua carreira.

Na época do acidente, o Raphael chegou a ser indiciado por homicídio culposo, que é quando não há a intenção de matar, porém com as agravantes constatadas, as investigações apontam para dolo e ele pode ser levado a júri popular.

Publicidade

O advogado de Raphael, Eugênio Malavasi, não acredita na hipótese de seu cliente [VIDEO]ir a júri popular.

Carreira

Raphael começou sua carreira no gol do Santos, depois defendeu o Jabaquara, também de Santos e o Flamengo de Guarulhos (onde obteve grande destaque na Copa São Paulo de Futebol Júnior), depois foi para o Corinthians, onde chegou a ser campeão brasileiro sub-20 e chegou a treinar ao lados dos goleiros Cassio e Valter.

Quando atropelou o adolescente, o goleiro estava em fase de testes no Santos B, porém o clube da Vila Belmiro informou em nota que não tinha nenhum vínculo contratual com o atleta.

Goleiro foi jogar em Portugal

Apesar de estar respondendo na Justiça, Raphael Aflalo conseguiu ir jogar no Clube Desportivo das Aves, de Portugal. Em setembro deste ano, a Justiça determinou que ele pagasse R$ 480,00 mensais à família do adolescente morto. O valor, apesar de irrisório, serve para ajudar, pois os familiares de Matheus são de origem humilde. #Crimes