Publicidade
Publicidade

Casos de agressão sexual contra mulheres, adolescentes e crianças são divulgados todos os dias em vários meios de jornalismos. Porém, as principais vítimas desses crimes bárbaros sempre são as crianças. Na semana passada, mais um caso veio à tona, mas, graças à ação da #Polícia, o acusado vai responder pelos seus crimes atrás das grades.

A polícia prendeu um homem acusado de agressão sexual contra uma criança [VIDEO] dentro de um condomínio de luxo no bairro Dom Pedro, em Manaus, capital do Amazonas. Jacson Barros de Souza, de 38 anos, que trabalhava no local como limpador de piscina, é o principal suspeito de ter abusado de uma criança de apenas 10 anos.

Publicidade

Limpador de piscina é preso acusado de estupro de vulnerável

Ele também está sendo acusado de ter cometido o mesmo crime contra outras duas crianças, uma de 9 e a outra de 13 anos. Na manhã de sexta-feira (10), o suspeito foi apresentado em uma coletiva de imprensa, mas se recusou falar sobre o caso. De acordo com a delegada Juliana Tuma, que está à frente das investigações, o acusado também é suspeito de ter abusado de outras crianças [VIDEO].

Ela disse que Jacson agia sempre da mesma maneira com as vítimas. Ele conquistava a confiança da mãe das vítimas, as presenteava com presentes caros e falava para a mãe das meninas que elas seriam coroinhas na igreja. A prisão do acusado foi preso na manhã da última terça-feira (9), em sua residência localizada no bairro Dom Pedro. No ano de 2014, ele trabalhava para uma empresa que prestava serviços como limpador de piscina em condomínio de luxo.

Publicidade

Em maio deste ano, o proprietário de uma das coberturas resolveu contratar o acusado para fazer a manutenção da piscina do imóvel. Na casa do suspeito, os policiais apreenderam vários materiais de mídias e uma filmadora, que serão periciados e acrescentados nas investigações. [VIDEO]

Policiais encontraram vários materiais de mídia e uma filmadora na casa do acusado

O homem foi preso e em seguida levado para uma unidade policial da cidade. Na delegacia, Jacson prestou depoimento e, logo após, foi autuado por estupro de vulnerável. O suspeito encontra-se preso em um cadeia da Manaus, onde ficará à disposição da Justiça. A polícia não informou se as vítimas passaram por algum tipo de exames para comprovar se houve conjunção canal do acusado com as vítimas. Um inquérito policial foi aberto e o caso está sendo investigado.

Qual a sua opinião sobre esse caso de estupro de vulnerável? Deixe-nos saber seus pensamentos na seção de comentários logo abaixo. Não se esqueça de nos seguir para ficar bem informado no que virou notícias no Brasil e no mundo. #Violência sexual #Caso de polícia