Publicidade
Publicidade

Alguns acidentes fatais acontecem de forma completamente inesperada, e muitas coisas que parecem não apresentar riscos podem ser um convite para a morte. Um passeio em uma cachoeira pode resultar em algo fatal, ou até mesmo tirar uma selfie em um local arriscado. Alguns casos apresentam formas surpreendentes em que algumas pessoas perderam a vida com histórias chocantes que viralizaram na internet.

Um simples tombo, por exemplo, pode resultar em uma lesão fatal, fazendo com que alguém perca a vida por algo que poderia ser completamente evitado por ela, mas um descuido fez com que aquele dia fosse o último em sua vida. Depois que alguém morre, diversos questionamentos são feitos acerca dos motivos que levaram a pessoa ao óbito, e quando uma história traz um fato inocente e que poderia acontecer com qualquer pessoa, fica difícil até de acreditar que algo como cair da cama pode matar alguém.

Publicidade

Mulher estava dormindo pode ter apresentado uma queda de pressão após se levantar

Existem algumas coisas que podem acontecer com qualquer um e o cuidado é necessário em todos os momentos. Ninguém jamais imaginaria que poderia morrer logo após acordar e se levantar da cama.

Essa situação pode parecer completamente estranha, mas a professora Regilane Lacerda, de 31 anos de idade, morreu após acordar para amamentar seu bebê em sua casa, em Campina Grande, agreste da Paraíba, nessa terça-feira (7). Ela morreu após cair da cama depois de se levantar para amamentar o seu bebê de apenas 2 meses. A mulher estava dormindo e pode ter apresentado uma queda de pressão [VIDEO], conforme indica a perícia preliminar que investigou a causa da morte da vítima.

Professora acordou para amamentar o bebê de 2 meses e acabou morrendo

Regilane Lacerda teria se levantado para amamentar o bebê e acabou caindo no chão.

Publicidade

As informações divulgadas relatam que a professora chegou a ser socorrida e foi encaminhada para uma unidade de saúde.

A vítima deu entrada com um coágulo de sangue na cabeça e teve várias paradas cardíacas após cair da cama para amamentar o seu bebê.

Regilane trabalhava como professora na rede de ensino municipal

A mulher trabalhava como professora da rede municipal da Prefeitura de Alagoa Grande e deixa sua filha recém-nascida após a #fatalidade. As primeiras informações indicam que ela sofreu uma queda que pode ter sido causada pela queda de pressão. Com a queda, um coágulo se formou em sua cabeça causando diversas paradas cardíacas [VIDEO], que foram mortais para Regilane.

Nas redes sociais da professora, o clima é de muita tristeza e vários são os comentários de apoio a família e a linda bebezinha que ela deixou. Veja foto:

#Prof