Publicidade
Publicidade
3

O que tinha sido programado para ser um fim de semana repleto de diversão virou um pesadelo para um grupo de jovens entre 16 e 19 anos. O ônibus em que eles viajavam havia saído do Paraná rumo a um parque aquático no município de Gaspar, na região do Vale do Itajaí (SC). Já na BR-470, em Santa Catarina, quando faltavam 145 quilômetros para chegar ao destino, o veículo tombou, na madrugada deste sábado (18), ao descer a última curva de uma das serras mais perigosas do trânsito catarinense e que já matou dezenas de turistas.

O ônibus de turismo, com placas de Marmeleiro, no Paraná, capotou no município de Pouso Redondo (SC).

Publicidade

A PRF informou que o acidente foi registrado às 4h05min, no quilômetro 186,6 da BR-470, principal ligação entre oeste e leste de Santa Catarina. De acordo com os bombeiros, o veículo transportava 40 pessoas. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) contou 46 a bordo.

Segundo os bombeiros de Pouso Redondo, o ônibus lotado de jovens tombou na chamada de 'Curva do Mirim', junto ao acesso do município de Mirim Doce (SC). Pertences do grupo voaram pela janela e ficaram espalhados sobre o asfalto.

Bombeiros e Samu de cinco municípios do entorno ajudaram no socorro às vítimas [VIDEO]. Os ocupantes foram resgatados e levados para hospitais da região.

Na contagem da PRF, há três #feridos graves e 25 com ferimentos considerados leves. No entanto, os bombeiros informam que há um ferido grave, dez com ferimentos leves e os demais passageiros foram encaminhados para avaliação médica.

Publicidade

Até o momento não foram divulgadas informações sobre o que provocou o acidente.

Serra infernal

Conhecida como ‘Serra da Santa’, a descida infernal foi palco das grandes tragédias envolvendo ônibus em Santa Catarina.

Uma delas ocorreu na madrugada de 12 de janeiro de 2000 e envolveu dois ônibus e um micro-ônibus. O ônibus da empresa Giménez Viajes tinha saído de San Miguel de Tucumán, localizado no Oeste da Argentina, com destino a Balneário Camboriú, no litoral catarinense, quando se perdeu na descida da Serra da Santa. O segundo ônibus, que subia, bateu no que estava tombado. Por fim, o micro-ônibus, pertencente a mesma empresa argentina, acabou colidindo nos destroços. Um motorista brasileiro e 38 turistas argentinos morreram; 44 ficaram feridos.

Menos de 30 horas depois [VIDEO], quase no mesmo local, ocorreu um capotamento com um ônibus da Mayorista de Turismo, da província de Formosa, na Argentina. Cinco turistas argentinos morreram e outros 42 ficaram feridos. O motorista acabou preso em flagrante. Ele foi condenado por homicídio culposo – quando não há intenção de matar. A pena foi de quatro anos, cinco meses e 25 dias de prisão. #Mortos #acidentes