Publicidade
Publicidade

Notícias sobre violência nas escolas estão cada vez mais comuns. Na maioria dos casos, alunos revoltados perdem o controle a acabam agredindo física e psicologicamente outras pessoas. Geralmente, os alvos são professores e até mesmo colegas de sala. A falta de impunidade para esse tipo de comportamento faz com que a situação se agrave ainda mais.

Mais um caso envolvendo violência contra docentes foi registrado na tarde desta quarta-feira (6). A diretora, que também é professora de uma #Escola estadual de Teresina, Piauí, registrou um Boletim de Ocorrência contra uma aluna de 16 anos que a agrediu em um dos corredores do colégio.

Publicidade

Ela estava entrando em uma sala quando foi violentamente agredida pela adolescente.

Nas redes sociais circula um vídeo que mostra toda a ação da adolescente. Quando ela viu que estava desacompanhada, ela correu para o lado da professora e já começou dando puxões de cabelo e socos no rosto. A aluna ainda jogou-a no chão e deu mais golpes [VIDEO]. Rapidamente, a pessoa que estava filmando e outros alunos se aproximaram para tentar salvar a diretora. A aluna teve que ser puxada para que a professora se levantasse. “Você é uma louca, moça. Você é louca”, falava a professora.

Em entrevista, a diretora disse que a confusão começou após ela chamar a atenção da aluna por causa do uniforme escolar. Segundo ela, a aluna não estava usando a calça que compõe o uniforme. “Ela chegou com outros alunos sem o fardamento completo e eu informei que no dia seguinte eles não poderiam entrar se viessem daquela forma.

Publicidade

Ela esperou então que o corredor ficasse vazio e me agrediu”, contou a professora.

Além das agressões físicas, a diretora relata que foi ameaçada pela aluna. A aluna teria dito que se tivesse armada teria matado [VIDEO] a professora. A adolescente já tem um histórico de mau comportamento. Ela foi transferida de sua outra escola com por causa desse tipo de problema. No entanto, a diretora não sabia desse lado agressivo da aluna.

A Secretaria de Estado da Educação está prestando toda assistência para a diretora. O órgão providenciou um psicólogo para fazer um acompanhamento com a diretora e saber se ela ficará com algum trauma psicológico. Sobre as agressões, eles disseram que lamentam o ocorrido e que repudiam qualquer tipo de violência no recinto escolar.

A Secretaria disse também que o Conselho Tutelar foi informado do caso e que eles estão tomando as devidas medidas. Os pais da jovem também foram comunicados da situação.

Assista ao vídeo do momento da agressão.

#violência na escola