Publicidade
Publicidade

Os crimes sexuais são atos que revoltam toda uma sociedade, principalmente quando cometidos contra crianças vulneráveis. Já mostramos aqui neste portal de notícias, diversos casos ocorridos por todo o Brasil, que acabaram ganhando grande repercussão nacional. [VIDEO]

Homem estupra a própria filha e o que diz causa revolta nacional

Um homem de 33 anos, que não teve o nome revelado estava sendo investigado pelo crime de estupro de vulnerável contra a própria filha, praticado no ano de 2012. Na época, a criança tinha apenas três anos de idade. Ele foi preso pela polícia nesta última sexta-feira (1) após uma longa e demorada busca pelo mesmo que estava foragido, após ter um mandado de prisão preventiva.

Publicidade

A polícia informou que no momento da abordagem, o mesmo se encontrava na casa dos pais, localizada no bairro Compensa, em #Manaus.

Segundo informações da delegada Juliana Tuma, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), o mandato de prisão já havia sido expedido desde o mês de julho de 2014, pela juíza Careen Aguiar Fernandes, porém, após saber da situação, o acusado acabou se evadindo do local e nunca mais foi visto.

Na época, algumas pessoas fizeram denúncias, afirmando que o acusado teria ido para o estado de Roraima. A polícia ainda afirma que um Inquérito Policial foi instaurado em torno do caso, e indiciou o acusado pelo crime de estupro de vulnerável.

Por conta de o mandato de prisão já haver sido registrado, o home passou a ser um procurado da Justiça.

Publicidade

Ainda segundo a polícia, o homem ainda teve a oportunidade de se reaproximar da criança em 2014, quando cometeu um crime ainda pior, consumando conjunção carnal com a filha [VIDEO].

Já no depoimento, a criança fez confissões revoltantes. Ela dizia que quando seu pai estava a lhe abusar, ela dizia para ele que estava doendo, porém, ele ainda prosseguia com o ato bárbaro e criminoso. A menina ainda disse que o pai teria virado para ela e dito que ela deveria aguentar, pois já era uma mocinha.

Polícia faz revelações sobre o pai estuprador

Após algumas investigações sobre o acusado, a polícia descobriu que o mesmo era usuário de entorpecentes. Ele convivia na residência junto a esposa e mais três filhos. Os crimes teriam ocorrido quando a mulher saía para trabalhar. Ele se aproveitava da vulnerabilidade da criança para abusa-la.

Após ser preso, o homem confessou ser um usuário de drogas, porém, negou que houvesse abusado sexualmente da filha. Ele ainda disse que não lembrava de qualquer mandato de prisão em seu favor e que nunca esteve em uma delegacia. Como pedido de misericórdia, o homem alegou a inocência, dizendo que leva a vida como um missionário em uma igreja evangélica.

A polícia o encaminhou para Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde permanece a disposição da Justiça. #Estuprador #Amazonas