Publicidade
Publicidade

A possibilidade de uma pessoa ser vítima de agressão sexual está ao virar da esquina, os infratores podem atacar qualquer pessoa, a qualquer hora e em qualquer lugar. Porém, alguns crimes desse tipo são praticados dentro da própria residência da vítima. Como neste caso aqui, onde uma garotinha de apenas três anos foi abusada pelo próprio pai. [VIDEO]

Entenda o caso

Um homem foi apreendido pela polícia acusado de agressão sexual contra a própria filha, que na época tinha três anos. O suspeito tem 33 anos, e foi preso na última sexta-feira (1º), na casa dos familiares dele, localizada no Compensa, em Manaus capital do Amazonas.

Publicidade

Conforme relatos da polícia, o crime contra a vítima aconteceu no ano de 2012.

Acusado de estupro muda de cidade após saber que tem um mandado de prisão contra ele

Informações repassadas pela delegada Juliana Tuma, que está à frente das investigações, na época, uma investigação policial foi aberta e o suspeito foi indiciado pelo crime de estupro de vulnerável. [VIDEO] Porém, no ano de 2014, um mandado de prisão preventiva contra o sujeito foi expedido pela Justiça da cidade. Mas assim que ele ficou sabendo sobre o mandado de prisão, o acusado fugiu para Roraima. Desde então, ele se tornou um foragido da Justiça, de acordo com a delegada Juliana.

Pai diz para filha durante estupro que ela tem que aguentar por ela ser uma mocinha

Juliana disse que no ano de 2014, o acusado teve uma oportunidade de se encontrar com a filha, ele a estuprou novamente desta vez o sujeito teve conjunção carnal com a garotinha.

Publicidade

Na época, a vítima prestou depoimento para a polícia. Segundo o que consta no depoimento, a vítima se queixava para o pai que estava doendo muito. Porém, em resposta o homem dizia: “Você tem que aguentar porque você é mocinha” [VIDEO].

Acusado de estupro fazia uso de drogas

De acordo com Juliana, na época do crime o sujeito era um usuário de drogas e morava junto com uma mulher e mais três filhos. Segundo ele, quando a mãe das crianças saía para trabalhar, ele que ficava com os filhos. Em depoimento, o indivíduo confessou ser usuário de drogas, mas negou ter abusado da filha, alegando que ele não lembrava de nada e nunca esteve em uma delegacia. Suspeito de estupro nega todas as acusações sexuais contra a filha Por fim, o suspeito disse que deu um rumo em sua vida.

Segundo ele, não faz mais uso de entorpecente e que agora ele é um missionário de uma igreja naquela região. Após o depoimento o indivíduo foi encaminhado para uma cadeia da cidade onde ficará à disposição da Justiça.

O que você tem a dizer sobre esse crime bárbaro? Compartilhe seus comentários logo abaixo. Não se esqueça de se escrever em nosso canal #Investigação Criminal para ficar por dentro de tudo que virou notícia no Brasil e no mundo! #Violência sexual #Caso de polícia