Um homem de 48 anos morreu no último dia 24 com seus quatro filhos. O acidente aconteceu em Cocalzinho de Goiás, na BR -070, próximo ao Distrito Federal. Minutos antes do acidente, o pai dos meninos deixou uma carta com sua ex-esposa dizendo que a partir daquele momento ela nunca mais veria os filhos.


Na carta, ele dizia ser um grande dia, pois ele e os filhos estariam buscando um lugar onde pudessem viver em paz, sem covardia e humilhação. Disse ainda que quando ela lesse a carta, eles já estariam bem longe.


Tudo começou quando Marco Aurélio Almeida Santos foi até a casa da família da ex-mulher, em Brazilândia, no Distrito Federal, para buscar seus filhos: uma menina e três meninos. Até então era uma situação comum, visto que o pai pegava as crianças todos os finais de semana para que passassem um tempo juntos.


Infelizmente, esse foi um final de semana diferente: minutos depois de pegar as crianças, o carro em que estavam bateu de frente com uma carreta. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, Marco Aurélio estava tentando fazer uma ultrapassagem quando colidiu frontalmente com o veiculo de carga. O motorista da carreta ficou ferido levemente, mas todos os ocupantes do carro morreram.


No final da carta, o pai disse que aquele seria o último dia em que a ex-mulher veria ele e os filhos. Disse ainda que ela poderia seguir a vida dela, ficar com um imóvel localizado em Vicente Pires, mas que com os meninos ela não viveria mais.


O acidente foi registrado na delegacia de Águas Lindas como um suicídio, no caso do pai, e quatro homicídios, no caso dos filhos. Para o delegado que cuida do caso, Renato Sampaio, a carta tem tom de despedida e que por isso há indícios de que não tenha sido um acidente. Em depoimento, a mãe dos meninos disse que só começou a ler a carta quando o ex-marido já tinha saído.


A investigação deverá ser transferida para a Delegacia de Homicídios para que seja verificado se realmente foi um acidente ou se o pai tinha a intenção de cometer suicídio e matar os filhos.