O brasiliense Fabrício Torres, de 35 anos, morreu no final deste sábado (4), devido a uma cirurgia para retirada de um coágulo de sangue no cérebro. O acidente aconteceu na manhã de sexta-feira (3), e até o momento a mídia não teve acesso às informações sobre o caso.

Segundo informações, Fabrício costumava praticar o ciclismo com muita frequência. Na manhã de sexta-feira (5) a vítima estava indo de sua casa, Planalto Norte, para seu trabalho, no Lago Norte, Brasília, quando foi surpreendido por um Citroen de cor prata. O condutor do veículo que atingiu Fabrício estava embriagado e tentou fugir no momento do acidente, sendo impossibilitado por uma das rodas do carro terem sido furadas no momento da batida.

Publicidade
Publicidade

Testemunhas dizem que a batida foi tão forte que destruiu a roda traseira da bicicleta. O motorista pagou fiança e foi liberado na sexta-feira (3), mesmo dia do ocorrido.

Infelizmente Fabrício Torres não resistiu à cirurgia que visava a retirada de um coágulo de sangue no cérebro. Ele deixa esposa e duas filhas, uma de 7 anos e outra com 9 meses. A família pronunciou que o enterro será as 17h deste domingo (5).

Sempre que podia Torres praticava o esporte que mais amava, assim como outros milhões de brasileiros apaixonados pelo ciclismo. O grande problema é que não é fácil ser ciclista no Brasil: os adeptos ao esporte são tachados de imprudentes e de incômodos no trânsito por muitos. Criações de ciclovias são assuntos debatidos com sabedoria diariamente, motoristas e ciclistas sairiam satisfeitos e a segurança aumentaria, evitando acidentes como o que ocorreu com Fabrício e outras tantas vítimas de imprudência.

Publicidade

O motorista de 25 anos fez o teste do bafômetro, que mostrou crime de embriaguez ao volante. Ele foi liberado após pagar fiança de R$ 15 mil , no 5º DP em Brasília.

A Vítima do acidente foi socorrida pelos Bombeiros em estado grave e levado para o hospital de Base, e posteriormente transferido para um hospital particular na Asa Sul. Infelizmente ele não resistiu aos ferimentos e veio a óbito após algumas horas de cirurgia para retirar o coágulo.