Uma grande obra está prevista para o aeroporto Juscelino Kubitscheck, de Brasília,  e contará com o orçamento de R$3,5 bilhões para a realização do projeto.

A Inframérica administradora do empreendimento informou que o J.K terá a capacidade para receber cerca de 1,5 milhão de passageiros do exterior ao ano, com percentual de 130% a mais do atual.

O planejamento é para que o aeroporto tenha uma área de 1.323 metros quadrados após concluído e com estimativa que seja 10 vezes a mais do tamanho do Maracanã (Rio de Janeiro).

A empresa que administra a obra não possui o licenciamento para iniciar as obras de instalação e operação e estão dialogando com os setores responsáveis.

Publicidade
Publicidade

A previsão é que se empreguem em torno de 10 mil operários na fase de construção da obra. O tempo para o seu término gira em torno de sete anos, o que poderá gerar mais de treze mil empregos e será um grande atrativo para as pessoas.

SAIBA MAIS SOBRE O PROJETO DO AEROPORTO J.K

A estrutura comercial contará com um shopping Center compostos por 280 lojas, vários fast foods (30), restaurantes de alto nível (8) e com grande estacionamento com suporte para quatro mil vagas de carros. As obras terão início em 2016 com conclusão para 2018.

UMA OBRA FENOMENAL

A obra contará com hotéis nos estilos 3,4 e 5 estrelas e o Hard Rock Hotel inédito no país. O planejamento conta com a construção do San Park City Center, um grande centro comercial baseado nas grandes estruturas comerciais como o Downton Disney e Puerto Venecia (Espanha).

Publicidade

A área será de 418 mil metros quadrados localizados perto do terminal do aeroporto.

Uma grande construção com parque aquático, um atuário, kids place, cinema, uma área verde, um lago, outlet e muito mais até uma universidade. Contará com vários escritórios, dentro de uma área de 487 mil metros quadrados, a previsão é que conte com 30 mil funcionários de vários setores, desde empresas privadas até do #Governo.

Terá o modelo Built To Suit (BTS) voltado para as empresas, após o final do contrato de concessão os imóveis retornam para a união (governo).

Para atender a demanda de cargas a Inframérica construirá o Storge ou Self-Storage, que guardará as cargas e oferecerá tecnologia adequada para atender os diversos tipos de estoques.

Um empreendimento inovador que trará o desenvolvimento e uma maior infraestrutura para o setor.