Um vídeo fez sucesso esta semana nas redes sociais pelo seu conteúdo no mínimo curioso: um estilo inusitado de "bênçãos", distribuídas pelo pároco de uma #Igreja de Ceilândia - DF, dando tapas e safanões nas crianças.

O vídeo foi postado na semana passada, e apesar dos esforços de nossa equipe de reportagem para descobrir quem seria o excêntrico padre que distribuía bênçãos de modo esdrúxulo, em forma de algumas sacudidas, "pedala Robinho" e até "pé na bunda", nas crianças da paróquia, tudo entoado pelo fundo musical do coro da igreja, não conseguimos na época maiores detalhes.

As informações que faltavam vieram à tona esta semana através de informações obtidas por uma funcionária da igreja, reveladas em uma matéria publicada no portal de noticias IG - Último Segundo.

Publicidade
Publicidade

Trata-se do Padre José Roberto Angelotto, ordenado em 1999, sacerdote responsável, designado à Paróquia da Ressurreição de Ceilândia, no Distrito Federal, que faz parte da região administrativa de Brasília, com população de cerca de 400 mil habitantes.

O vídeo foi alvo de muitos comentários maliciosos, algumas matérias o título sugeriu, que o padre agrediu as crianças durante a missa, porem não houve agressão por parte do sacerdote de Ceilândia, alguns internautas teceram comentários duros ao "ritual", sugerindo inclusive a prisão do religioso. "Ridículo e abusivo", comentou um homem em uma das postagens do vídeo. Porém, tudo foi desmentido por depoimentos e comentários postados por fiéis da igreja da Ressurreição de Ceilândia, que saíram em defesa do pároco da igreja, conforme postou uma internauta:

"Vocês não sabem o que dizem, o padre Angelotto é uma benção, ele não agrediu, é o estilo dele mesmo, ele é uma benção aqui."

"O padre é assim mesmo, ele ama as crianças, e as crianças gostam dele, ele é divertido, foi uma forma de brincar com elas"

Alguns até mais exaltados, comentaram:

"Por que ao invés de criticar a atitude do padre, vocês não procuram saber a história acerca do fato mostrado? Porque até onde tenho conhecimento, esse é o modo (exótico) que o padre encontrou pra aproximar as crianças da Igreja, pois fiquei sabendo que tem criança que volta para a fila, só para participar.

Publicidade

Essa igreja é de Brasilia, na internet tem a historia do padre e seu "modus operandi". Façam o mais óbvio, pesquisar e buscar saber os fatos da forma como são, e não crucificar por meros achismos."

Veja no vídeo:

#Funny video