Filho de imigrantes libaneses e caçula de oito irmãos, Michel Miguel Elias Temer Lulia, chega à Presidência da República, hoje, dia 12 de maio de 2016, em um momento histórico para o país, onde ficará pelos próximos 30 meses, se a presidenta #Dilma Rousseff não conseguir voltar ao cargo. A promessa de Temer é um governo com os dizeres da nossa bandeira nacional, “Ordem e Progresso”.

Temer é conhecido por sua discrição e por ser um grande negociador. O advogado e professor de direito, formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), no Largo do São Francisco e com título de Doutor em Direito pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo, é considerado um dos maiores constitucionalistas do país.

Publicidade
Publicidade

Michel começou a sua carreira política há quase 30 anos como secretário de Educação no gabinete de Ataliba Nogueira, no governo do Estado de São Paulo. Em 1983, foi nomeado procurador-geral do Estado de São Paulo e, no ano seguinte, assumiu a Secretaria de Segurança Pública.

No período dos anos 80, criou o Conselho Comunitário de Segurança (CONSEGS),  a primeira delegacia da mulher, instituiu a Delegacia de Proteção aos Direitos Autorais e a Delegacia de Apuração de Crimes Raciais.

Eleito governador de São Paulo em 1988, Temer foi nomeado procurador-geral do Estado e, depois, secretário da Segurança Pública através de Montoro. Quatro anos depois, participou da Assembleia Constituinte e emendou mais cinco mandatos como deputado federal.

Temer também foi eleito três vezes para Presidência da Câmara dos Deputados (1997, 1999 e 2009), na qual inovou ao abrir a Casa para a sociedade.

Publicidade

Nesse período, votou pelo combate ao crime organizado, criação de juizados especiais e a formar o Código de Defesa do Consumidor.

Em 2010, PT e PMDB se juntaram para a eleição presidencial da chapa de Dilma Rousseff e #Michel Temer. Apesar da fria relação entre Dilma e Temer, os dois partidos mantiveram a chapa e conseguiram a reeleição para um segundo mandato. Durante a crise política do ano passado, a presidente recorreu ao vice no meio do ano e o alçou à condição de articulador político do governo, mas a condição durou pouco tempo.

Hoje, Michel Temer chega à Presidência da República com suspeitas de envolvimento no esquema da Petrobras e recebimento de propina construtora OAS. Vale lembrar que Temer também é alvo no TSE, e pode ser cassado, o que resultaria em uma nova eleição no país. #Impeachment