Julio Cesar Martins é o advogado responsável pela ação popular ingressada na justiça Federal de São Paulo que está chamando a atenção nesses últimos dias. Ele entrou com uma espécie de liminar contra a ex-presidente do Brasil e tudo o que deseja é a anulação imediata do ato administrativo concedido pelo presidente do Senado. 

Dilma Rousseff, a, atualmente, afastada presidente do Brasil, teria conseguido, através deste ato aprovado por Renan Calheiros, algumas chamadas "regalias¨ tais como, o direito ao uso do Palácio da Alvorada, helicópteros e jatos presidenciais e integralidade dos vencimentos.

A ex-presidente foi afastada desde o dia 12 de maio e já no dia 13 o advogado entrou com o protocolo da ação que foi distribuída para o Fórum Federal de São Paulo e para a 2ª Vara Cível Federal.

Publicidade
Publicidade

Muito indignado, Júlio Casarin propõe a ação contra Dilma e Renan, uma vez que a ex-presidente foi afastada por crime de responsabilidade atribuído à petista sendo afastada de suas funções pelo Senado e ainda seguirá a utilizar-se de serviços prestados pela Força Aérea brasileira. 

A ação contra Dilma é simples, propõe apenas o cumprimento da lei que especifica bem o que ela tem direito que é ¨apenas e somente¨ a metade da sua remuneração, ou seja: ¨sem mais regalias¨.

O advogado Julio ainda lembra o tão famoso #Impeachment de Fernando Collor que ocorreu em 1992, e afirma que, no caso atual ¨já há jurisprudência¨ sem sombra de dúvidas.  E ainda revelou que, como Dilma já se encontra afastada do seu cargo e considerando seus discursos vitimados, tudo indica que o intuito seria o de utilizar dinheiro público com aval de Renan para fazer campanha contra o suposto ¨golpe¨.

Publicidade

Pela vontade do advogado, a tutela jurisdicional teria que ser prestada rapidamente a fim de evitar possíveis viagens da ex-presidente pelo Brasil, utilizando recursos públicos. Além disso, segundo ele, a decisão do presidente Renan Calheiros é ilegal, imoral e antijurídica e deve ser anulada imediatamente.

O ato conta com alguns grupos e a força de uma população que é contra o governo de Dilma e aguarda o julgamento para ser oficializado. #Dilma Rousseff #Corrupção