Em um clima de otimismo e de aproximação do novo governo com a população brasileira. Foi dessa maneira que a edição do 'Fantástico' deste domingo, 15, "apresentou" o presidente em exercício Michel Temer. O 'Show da Vida' ainda enviou sua apresentadora, Poliana Abritta, para Brasília, onde conversou com Henrique Meirelles, Ministro da Fazenda. Para terminar o recheio da edição sobre a "nova república", o programa teve outros quadros sobre as mudanças na política, além de reportagens que giravam em torno da temática. Uma das mais polêmicas exibiu a família do então vice-presidente comemorando no Líbano a "queda" da presidente afastada Dilma Rousseff. Na quinta-feira, 12, o Senado aprovou por 55 votos o afastamento da petista.

Publicidade
Publicidade

Dilma passou o fim de semana no Rio Grande do Sul com a família. 

A edição do 'Fantástico', assim como a reportagem sobre um vilarejo no Líbano, onde Temer teria raízes, foi em clima de festa. O repórter Rodrigo Alvarez entrevistou moradores da região, que chegaram a dizer que o 12 de maio entrou para a história da região. Na matéria, muita bebida, fogos e dança. "Eu espero que ele seja um bom homem, que faça um governo equilibrado para os brasileiros", disse o entrevistado libanês, que ainda exibiu onde os pais de Michel teriam vivido. O programa da Globo rapidamente ganhou críticas na internet. No entanto, a Globo não precisa fazer "meia culpa". Isso porque a emissora tem um histórico de fazer edições positivas sempre que um novo presidente assume o poder. 

Isso foi feito com Dilma, também exibindo as raízes dela no exterior, como também com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Publicidade

O tom de felicidade, que não conseguiu ser escondido na edição, apenas virou polêmica por conta da conjuntura política do país. Antes mesmo da entrevista de Temer ir ao ar, internautas prometiam fazer uma espécie de "vomitaço". A tática a partir de um meme começou depois que o perfil do PMDB na rede social publicou uma foto de Temer com a frase "É hoje!". A data da publicação foi um dia antes de Dilma ser afastada.  #Rede Globo #Michel Temer