Arquivos de todos os tipos foram roubados do arquivo pessoal da primeira-dama da nova república, a bela, recatada e do lar, Marcela Temer. No material, imagens que mostram a intimidade da esposa do presidente em exercício Michel Temer também foram surrupiadas. Curiosamente, um dia antes de Temer assumir a presidência, o responsável pelo hackeamento foi preso. De acordo com informações do site do jornal 'O Estado de São Paulo' em matéria publicada nesta quinta-feira, 12, o Departamento de homicídios da polícia paulista prendeu Solvonei José de Jesus Souza. Ele teria tentado chantagear a primeira dama. Em troca dos arquivos de seu computador pessoal, ele queria R$ 15 mil.

Publicidade
Publicidade

Segundo a polícia, a invasão ocorreu através do celular de Marcela. 

O caso ganhou repercussão há pouco mais de um mês. O atual presidente da república, #Michel Temer, teria conversado pessoalmente com Alexandre de Moraes, então Secretário de Segurança Pública de São Paulo sobre o assunto. Após ser informado do que poderia ser uma bomba no meio político, Alexandre colocou policiais de confiança para trabalhar no caso. Quem assumiu o caso foi o delegado Rodolpho Chuarelli. A investigação está sob sigilo de justiça.

O que se acredita até agora é que a primeira dama acabou abrindo um e-mail com vírus. Através dessa abertura, o hacker invadiu o celular de Marcela, conseguindo contatos, mensagens, fotos e outras informações de cunho extremamente pessoal. Com o poder de algo que pode ser valioso demais, o bandido começou a chantagem.

Publicidade

A primeira dama até chegou a pagar o criminoso para que ele não revelasse os dados, mas ele continuou a extorquir-la. Foi aí que ele se deu mal. Marcela decidiu contar toda a verdade para o agora presidente, que a ajudou no caso. 

Segundo a polícia militar, Silvonei tem 35 anos. No ano de 2013, ele foi processado por estelionato, mas acabou absolvido. Ele foi preso depois de uma mandato de busca e apreensão expedido pela justiça. Marcela e Michel preferiram não comentar o caso. A primeira dama estava em Brasília nesta quinta-feira, 12, quando Temer fez seu primeiro pronunciamento após o afastamento da presidente #Dilma Rousseff#Impeachment