O inevitável afastamento da presidente #Dilma Rousseff aconteceu nesta quinta-feira (12), a votação no Senado Federal teve duração de 20h aproximadamente, a qual foi finalizada com a votação individual de cada parlamentar.

Dentre um quórum de 78 senadores presentes, 55 paramentares decidiram pela continuidade do processo de impeachment, o que foi motivo de insatisfação entre a base governista, que apostava em uma disputa mais equilibrada, o que não ocorreu deliberando a impossibilidade do arquivamento do #Impeachment com 22 votos contra o processo..

Tudo foi em consonância com a Constituição da Republica Federal e aos olhos do Supremo Tribunal Federal (STF), que incumbiu o 1º secretário da mesa, o senador Vicentinho Alves (PR-TO) o ônus de oficializar Dilma Rousseff do seu afastamento e ao vice-presidente da sua nova atribuição.

Entretanto, #Michel Temer será um presidente interino que deve aguardar até o prazo de 180 dias para efetivar o seu mandado.

Publicidade
Publicidade

Tudo porque Dilma, nesse período, será submetida ao processo judicial com o acolhimento de todos os seus direitos constitucionais preservados, ou seja, a ampla defesa, o contraditório e o devido processo legal. As diretrizes processuais ficarão a cargo do presidente do STF, Ricardo Lewandowski, que, por sua vez, presidirá no próprio Senado Federal.

Enquanto isso, Temer, ainda no início quando a Câmara dos Deputados acolheu o pedido de impeachment, sinalizou alguns nomes que pudesse integrar a sua equipe ministerial, pois não queria ser pego de surpresa em uma eventual saída de Dilma.  

Temer articulava ainda com a sua base aliada algumas alternativas que pudesse suprir os imediatos problemas que demandam urgência em suas resoluções, mesmo diante de dúvidas com relação a sua posse. Segundo ele, o país precisa de decisões rápidas, pois a crise que estacionou no Brasil não permite discusões com exame prévio.

Publicidade

Tanto fez que deu certo, a proposta alcançou o efeito esperado, ou seja, a formação da nova equipe de trabalho surgiu após muito diálogo, o que foi essencial para distinção de cada integrante que hoje tomou posse e se comprometeram em realizar uma nova política ao cidadão brasileiro.

Ademais, o novo presidente da República, mesmo sendo ele interino, deverá agir com prudência, pois o país está frágil e não admite mais o rebaixamento do grau de investimento pelas empresas de avaliações de risco. Pensar em entrar para o grupo de mal pagadores, administrar uma economia enfraquecida com uma inflação acelerada que atinge percentuais de 9 a 10%, realmente é constrangedor para um país que conseguiu status e referencia positiva pelo mundo inteiro.

Os brasileiros precisam de garantias para sobreviver, a falta de emprego predomina e atinge níveis elevados a cada ano, foi o alerta do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que demonstrou através de índices que já alcançam 11 milhões de desempregados em 2016.

Publicidade

Portanto, Michael declarou em seu primeiro discurso em cadeia nacional, empossado de presidente interino “confiança” aceitando os desafios de reformular a economia e ajustar a política, então, argumentou: “vamos trabalhar...”, disse Temer sobre a instabilidade no país.