Uma pessoa acusou um médico veterinário de crime de maus tratos e vinha divulgando isso desde 2010. O caso foi parar na justiça, pois o profissional alega que isso prejudicou sua vida profissional, pessoal e ele chegou até a ser agredido após as acusações feitas. O caso foi julgado e, além de retratação, a ré deverá pagar indenização no valor de R$ 30 mil reais para o médico veterinário.

A decisão foi do juiz do 3º Juizado Criminal de Brasília e já foi homologada. O acordo entre as partes obriga a ré a pagar indenização por danos morais e se retratar nos locais nos quais as acusações foram veiculadas. Os crimes que constam nos autos são de injúrias, calúnias e difamações.

Publicidade
Publicidade

A condenação na esfera civil, pela 23ª Vara Cível de Brasília, estipulava que ela pagasse R$ 20 mil ao profissional. Porém, como o caso também foi tratado pelo Juizado Criminal, o acordo entre as partes resultou em uma indenização de R$ 30 mil, além da retratação nos variados sites em que a propagação do caso foi feita. Dentre eles na página pessoal da ré, no site O Grito do Bicho e na ANDA - Agência de Notícia dos Direitos dos #Animais. O valor fixado no 3º Juizado Criminal de Brasília já engloba a condenação na esfera civil.

No acordo, as partes se comprometeram a não entrarem em contato por telefone, email, nem de nenhuma outra forma e, caso se encontrem, se tratarem com educação e respeito, tanto à pessoa física como à profissional.

O direito de representação em ração dos fatos veiculados foi renunciado por ambos.

Publicidade

O pagamento será feito em 60 parcelas de R$ 500 e o processo ficará suspenso por este período ou até a quitação da indenização.

Uma decisão semelhante teve um caso de Soledade, cidade que fica ao Norte do Rio Grande do Sul. Uma veterinária foi acusada no Facebook de ser a responsável pela morte de um gato. As acusações foram feitas pela tutora do animal em sua página pessoal e divulgada, marcando o nome da profissional. Após uma ação, ela teve que pagar uma indenização de R$ 1,5 mil por danos morais. #Crime #Investigação Criminal